Notícias » Brasil

Cervejarias interrompem produção e doam cilindros de oxigênio para hospital

As empresas Insana, Formosa e SchafBier, do sudoeste do Paraná, doaram cilindros para um hospital que precisava de um maior número de recipientes para atender os pacientes

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 15/03/2021, às 09h37 - Atualizado às 10h40

As cervejarias doaram cilindros para o hospital
As cervejarias doaram cilindros para o hospital - Divulgação/SESA-PR

As cervejarias Insana, Formosa e SchafBier, do sudoeste do Paraná, recentemente interromperam a fabricação de seus produtos para doar cilindros para envasar oxigênio. Seegundo o UOL, o objetivo era ajudar o Hospital Regional Estadual de Clevelândia, que necessitava de recipientes para tratar de pacientes infectados com a Covid-19.

"Recebi a informação de que Clevelândia estava com dificuldade de fornecer oxigênio e no mesmo momento entrei em contato com a fábrica para saber o que tinha disponível para ajudar. Paramos parte da produção porque usamos o oxigênio para a fermentação do produto", disse o empresário Pedro Reis.

Assim, no último sábado, 13, foram entregues à instituição três cilindros de 1 quilo, três de 7 quilos, além de outros 11 de 10 quilos, um total de dezessete. Com a doação, o hospital, que tinha a capacidade de atender a população com até 40 cilindros por dia, agora possui 60.

Anderson Nezello, diretor da 7ª Regional de Saúde do Paraná, explicou que o que estava em falta era o o cilindro para armazenamento e não o oxigênio, cuja produção é suficiente para suprir as necessidades dos hospitais na região.

"Os cilindros estão sendo levados para a distribuidora para o envasamento do oxigênio", disse ele. "O produto não está em falta, o problema é a falta do cilindro, o que gerou a campanha. Foi retirado o oxigênio usado nas indústrias e envasado o de pureza de no mínimo 95% para o consumo humano. Não precisa de adaptação do cilindro, apenas a higienização", explicou.