Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Jeffrey Epstein

Entenda por que Stephen Hawking e Michael Jackson estão na lista do caso Epstein

Documentos revelados na última quarta-feira, 3, mostram nomes que tiveram associação com Jeffrey Epstein, bilionário responsável por tráfico sexual

Redação Publicado em 04/01/2024, às 17h41 - Atualizado em 09/01/2024, às 18h45

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Stephen Hawking, Jeffrey Epstein e Michael Jackson - Getty Images
Stephen Hawking, Jeffrey Epstein e Michael Jackson - Getty Images

Revelados na última semana por uma juíza dos Estados Unidos, os documentos do caso Epstein deixaram de ocultar os nomes de pessoas que tiveram conexões com o bilionário, acusado de tráfico sexual de menores de idade para nomes poderosos. 

Os documentos divulgados recentemente compreendem um processo de difamação movido por Virginia Giuffre, uma das acusadoras de Epstein, contra Ghislaine Maxwell, acusada de recrutar as jovens para o tráfico sexual do ex-namorado.

Inúmeras mulheres revelaram que o bilionário forçou a prostituição para ele e seus convidados poderosos durante estadias em sua ilha particular e também em suas casas localizadas em Nova York, Novo México e Flórida. 

Além de destacar duas pessoas já conhecidas no caso, como o príncipe Andrew, filho da rainha Elizabeth II e Bill Clinton, ex-presidente dos Estados Unidos, dois nomes chamaram atenção nas redes sociais após a divulgação dos documentos: Stephen Hawking e Michael Jackson, repercute o portal de notícias TMZ.

Hawking e Jackson

Antes de tudo, vale lembrar que muitas das pessoas citadas no processo foram associadas ao financista de alguma maneira e não estavam relacionadas ao abuso de menores de idade e mulheres. Existem relatos de irregularidades, prestação de serviços, uso do avião particular de Epstein ou até mesmo visita a algumas de suas propriedades. 

[Colocar ALT]
Registro do depoimento de Sjöberg /Crédito: Reprodução

Johanna Sjöberg, uma das vítimas do caso, citou Michael Jackson durante depoimento. De acordo com ela, o astro de 'Thriller' já esteve na casa do bilionário localizada em Palm Beach, na Flórida.

Como mostra o documentário da Netflix 'Jeffrey Epstein: Poder e Perversão', o local foi usado por Epstein para abusar de meninas menores de idade. No entanto, Sjöberg disse que não presenciou Michael em condutas ilegais durante sua passagem pela residência.

Além do astro do pop, o físico Stephen Hawking também foi mencionado nos documentos. O TMZ explica que Jeffrey afirmou a Ghislaine Maxwell que tentou oferecer dinheiro para amigos de Giuffre. O seu objetivo era conseguir ajuda para 'provar' que a alegação de que Stephen participou de uma 'orgia com menores de idade' é uma farsa.

"Você pode conceder uma recompensa a qualquer amigo, conhecido ou família de Virginia que se apresente e ajude a provar que suas alegações são falsas. O mais forte é o jantar de Clinton e a nova versão nas Ilhas Virgens de que Stephen Hawking participou de uma orgia de menores", escreveu Epstein em e-mail enviado a Maxwell. 

Epstein tirou a própria vida em 2019, enquanto esperava julgamento após acusações de tráfico sexual de menores. Diante do volume de páginas, novos nomes devem ser revelados nos próximos dias. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!