Notícias » Estados Unidos

Gabby Petito, a americana que desapareceu em agosto durante viagem em van

Apenas o noivo retornou da excursão, mas se recusa a falar sobre o sumiço da jovem que está chocando o mundo

Redação Publicado em 18/09/2021, às 10h47

A americana Gabby Petito
A americana Gabby Petito - Divulgação/Instagram/@gabspetito

Os Estados Unidos — e o mundo — estão intrigados com o desaparecimento de uma jovem de 22 anos que não retornou de uma viagem que fazia pelo país com o noivo em uma van. O sumiço de Gabby Petito está cercado de mistérios que ainda não foram solucionados.

O nome da americana está estampando manchetes de jornais ao redor do mundo e todos se perguntam onde está Gabrielle "Gabby" Petito, que não se comunica com a família e amigos desde agosto. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Gabby (@gabspetito)

 

Embora estivesse fazendo a excursão de carro com o namorado, Brian Laundrie, apenas ele retornou a casa na Flórida, em 1° de setembro deste ano. Sem Gabrielle, iniciava-se um grande enigma, que ainda não foi resolvido.

Enquanto isso, as redes sociais de Gabby e do noivo continuam sendo lotadas por pessoas que se questionam sobre o paradeiro da jovem. 

Entenda o caso

Como relata a BBC, Gabby e Brian estavam fazendo uma viagem em uma van Ford Transit branca pelos Estados Unidos e estavam visitando o Parque Nacional Grand Teton, em Wyoming (EUA) em agosto deste ano. 

A excursão foi documentada pelo casal, que publicava atualizações nas redes sociais e inclusive postou um vídeo no Youtube que atualmente conta com mais de 600 mil visualizações. "Beginning Our Van Life Journey" mostra os dois felizes em praias americanas. 

Em agosto, a família da jovem parou de receber mensagens. Depois, o noivo dela voltou para casa sozinho, no começo de setembro. Dez dias depois, os pais de Petito abriram uma queixa na polícia sobre o desaparecimento da filha.

Desde então, as autoridades vêm realizando investigações e operações de busca para encontrar a americana. Eles também consideram Laundrie uma "pessoa relevante” na investigação, mas não foi acusado de nenhum crime

No entanto, o maior problema enfrentado pelos oficiais é que ele se recusa a falar sobre o sumiço da namorada. O chefe de polícia de North Port, Todd Garrison, falou sobre a situação. 

"Estamos implorando a qualquer pessoa, incluindo Brian, para compartilhar informações conosco sobre seu paradeiro nas últimas semanas. A falta de informação por parte de Brian está dificultando esta investigação. As respostas, uma hora, vão aparecer." 

Os familiares da jovem desaparecida também vêm pedindo ao namorado de Gabby que fale o que sabe sobre o caso. Eles querem saber "por que [ele] deixou Gabby sozinha e dirigiu sua van para a Flórida". "São perguntas críticas que exigem respostas imediatas", afirmaram em nota.

Ainda assim, o advogado de Brian, Steve Bertolino, declarou que ele não se pronunciará sobre o assunto, ao seguir seu conselho. 

"Na minha experiência, os parceiros íntimos são muitas vezes a primeira pessoa à qual a polícia se volta em casos como este, e a advertência de que 'qualquer declaração pode ser usada contra você' é verdadeira, independentemente de meu cliente ter algo a ver com o desaparecimento de Petito”, explicou a defesa.

O que se sabe até agora

Na última quinta-feira, 16, as autoridades responsáveis pela investigação divulgaram uma gravação que mostravam Gabrielle chorando e falando sobre a situação degradante em que se encontrava sua saúde mental a um agente de segurança. 

Ela falava ainda sobre as brigas constantes que estava tendo com o namorado. As imagens foram gravadas por uma bodycam, uma câmera acoplada ao uniforme do oficial, contudo, os policiais não sabem o que aconteceu depois disso.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Brian Laundrie (@bizarre_design_)

 

Outro ponto importante a ser citado é uma ligação recebida pela polícia da cidade de Moab, no sul de Utah, que relatava um possível caso de violência doméstica envolvendo os dois que teria acontecido duas semanas antes do desaparecimento de Gabby, em 12 de agosto.

As autoridades afirmaram ainda que a van usada na viagem do casal está sendo examinada pelos especialistas forenses e que pistas estão sendo procuradas com o intuito de solucionar o caso.