Notícias » Brasil

Governo de Pernambuco afirma que irá indenizar homens que ficaram feridos após ação da PM durante manifestação

Um dos homens acabou ficando cego de um olho e o segundo tem 99% de chances de perder a visão

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 31/05/2021, às 11h50

Imagem ilustrativa de policial
Imagem ilustrativa de policial - Imagem de Anja#helpinghands #solidarity#stays healthy por Pixabay

Segundo informações do UOL, o governo de Pernambuco afirmou pagará uma indenização às pessoas que ficaram feridas após ação de policiais militares durante uma manifestação em Recife ocorrida no último sábado, 29.

O órgão declarou em nota enviada à imprensa que o governador Paulo Câmara (PSB) determinou que a SJDH (Secretaria de Justiça e Direitos Humanos) acompanhe a assistência médica aos dois homens que foram atingidos por balas de borracha no rosto.

"Além disso, o governador acionou a Procuradoria Geral do Estado para, em conjunto com a SJDH, iniciar o processo de indenização aos atingidos", diz o texto. O fim de semana foi marcado pelos atos contra o presidente Jair Bolsonaro em diversas localidades do país.

Uma das vítimas é Daniel Campelo, de 51 anos, que não participava da manifestação. "Fui ao centro comprar material para meu trabalho e acabei cego de um olho", disse Campelo em declaração ao UOL.

A segunda vítima, Jonas Correia, de 29 anos, tem 99% de chance de ficar cego do olho direito, conforme afirmam os médicos. Segundo declarou a família do jovem, Jonas pediu passagem à PM durante manifestação para que pudesse ir para casa e acabou sendo alvejado duas vezes, na sobrancelha e no olho.