Notícias » Europa

Pegadas mais antigas da Europa são encontradas na Grã-Bretanha

Há quase 1 milhão de anos, ancestral humano deu um passeio pelas praias de Norfolk, Inglaterra

Vinícius Buono Publicado em 18/07/2019, às 15h00

As pegadas de 950 mil anos encontradas na Inglaterra
As pegadas de 950 mil anos encontradas na Inglaterra - Crédito: Reprodução

Pegadas deixadas por ancestrais dos humanos de quase 1 milhão de anos atrás foram encontradas na praia de Happisburgh em Norfolk, Inglaterra.

As marcas foram encontradas por Paul Macro, um entusiasta em arqueologia, enquanto fazia uma inspeção da costa para o ScanLAB Project, projeto que faz mapas e documentários em 3D. Elas estavam numa camada de sedimentos sob a areia, e Macro registrou antes que fossem engolidas pela maré.

Cientistas acreditam que as marcas foram deixadas pelo Homo antecessor, também conhecido como "homem pioneiro”, uma forma mais evoluída do Homo erectus e, possivelmente, um ancestral dos homens de Neandertal. Outras evidências foram deixadas ali por esses hominídeos, como ferramentas de pedra que, segundo os pesquisadores, eram feitas da mais primitiva forma dessa tecnologia.

Existem dúvidas e debates acerca do lugar tanto do Erectus quanto do Antecessor na linha evolutiva do Homo sapiens. Não se sabe se descendemos de algum grupo isolado ou se temos com ambos um ancestral comum, chamado de Homo ergaster.

Reconstrução digital do Homo antecessor. Crédito: Wikipedia / Commons

 

As pegadas foram deixadas pelo Homo antecessor há 950 mil anos. São as mais antigas da Europa e a segunda mais antiga do mundo, perdendo apenas para as encontradas na Tanzânia, África, que remetem a incríveis 3,5 milhões de anos. Antes dessa, as mais antigas do continente haviam sido encontradas na Itália, e datavam de 350 mil anos.

Os arqueólogos esperam encontrar um fóssil que prove a autoria do Homo antecessor, ou de quaisquer outros hominídeos primitivos, se for o caso.