Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Arábia Saudita

Influenciadora é presa na Arábia Saudita após postar vídeo 'imoral'

A polícia da Arábia Saudita alega que o vídeo 'pode prejudicar a moralidade pública'

Redação Publicado em 26/07/2022, às 17h18

Tala Safwan, influenciadora presa na Arábia Saudita - Divulgação/YouTube/تالا صفوان - Tala Safwan
Tala Safwan, influenciadora presa na Arábia Saudita - Divulgação/YouTube/تالا صفوان - Tala Safwan

Tala Safwan é uma popular influenciadora digital egípcia, que foi presa recentemente na Arábia Saudita, após acusação de publicar em suas redes sociais vídeos sobre homossexualidade — assunto que ainda é tabu na região. Safwan conta com cinco milhões de seguidores em seu TikTok e cerca de 800 mil no YouTube.

Segundo a polícia saudita, como informado pela UOL, um vídeo recente da influenciadora tinha conotação lésbica, e disseram que o conteúdo "pode prejudicar a moralidade pública". Tala Safwan, por sua vez, nega qualquer acusação que aponte que seu vídeo possuía tal conotação.

Tala Safwan, influenciadora egípcia que foi presa recentemente
Tala Safwan, influenciadora egípcia que foi presa recentemente / Divulgação/YouTube/تالا صفوان - Tala Safwan

Em seu canal no YouTube, a jovem faz uso de um estilo mais otimista e descontraído, além de discutir programas de TV e outras questões enviadas por seus seguidores — em sua maioria, adolescentes.

Logo, em resposta às acusações, ela afirmou que foi mal interpretada e negou a existência de qualquer subtexto sobre homossexualidade em seus conteúdos, além de argumentar afirmando que o vídeo foi retirado de contexto para causar escândalo.

Prisão e contexto

A polícia de Riad — capital da Arábia Saudita — anunciou a prisão de um "morador local" que teria aparecido "em uma transmissão conversando com outra mulher, e elas discutiam conteúdo sexual e sugestivo, algo que poderia ter um impacto negativo na moralidade pública". Junto ao anúncio, sem citar o nome da influenciadora, foi anexado um trecho de um vídeo com o rosto dela e de uma amiga.

O episódio da prisão de Tala Safwan ocorreu apenas alguns dias depois de a entidade saudita responsável por regular redes sociais exigir do YouTube a retirada de anúncios "ofensivos aos valores e princípios muçulmanos". A censura ocorreu após a denúncia de muitos pais da Arábia Saudita, que reclamavam de conteúdos impróprios em anúncios da plataforma, aos quais seus filhos estariam expostos.


O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir