Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Jô Soares

Jô Soares: Globo vai exibir 'Viva O Gordo'; saiba quando

Programa será exibido em homenagem a Jô Soares, que faleceu nesta sexta-feira, 5

Redação Publicado em 05/08/2022, às 14h52

Jô Soares em 'Viva o Gordo' - Reprodução/Vídeo/Youtube
Jô Soares em 'Viva o Gordo' - Reprodução/Vídeo/Youtube

No dia em que o Brasil recebeu a triste notícia da morte do apresentador Jô Soares, a TV Globo vai relembrar um programa que marcou a trajetória do apresentador e comediante: 'Viva o Gordo'. 

Lançado em 1981, o programa representou a estreia de Jô Soares na emissora carioca, sendo exibido toda semana às segundas-feiras, como repercutido pelo site da Revista AnaMaria.

Marcado pelo modelo dos anos 80, o programa comandado por Jô Soares fora marcado por personagens curiosos, bordões icônicos e deboche a respeito de temas políticos e costumes brasileiros. 

Foi em 'Viva o Gordo', inclusive, que os brasileiros se depararam com os um dos mais marcantes personagens da carreira de Jô: o Capitão Gay, este acompanhado pelo escudeiro Carlos Suely, vivido por Eliezer Motta. 

‘Viva o Gordo’ será exibido na TV Globo nesta sexta-feira, 5, após a exibição do tradicional Globo Repórter, por volta das 23h45.

Morre Jô Soares

O Brasil perdeu nesta madrugada da sexta-feira, 5, o apresentador e humorista Jô Soares. O apresentador, que estava internado em São Paulo desde julho, faleceu aos 84 anos em São Paulo, onde se encontrava internado para tratar de uma pneumonia. 

A morte foi informada por Flávia Pedra, ex-mulher de Jô Soares e confirmada pela assessoria de imprensa do hospital Sírio-Libanês. Na despedida, Flávia Pedra enfatizou o quanto é grata por ter conhecido Jô Soares.

"Viva você, meu Bitiko, Bolota, Miudeza, Bichinho, Porcaria, Gorducho. Você é orgulho pra todo mundo que compartilhou de alguma forma a vida com você. Agradeço aos senhores Tempo e Espaço, por terem me dado a sorte de deixar nossas vidas se cruzarem. Obrigada pelas risadas de dar asma, por nossas casas do meu jeito, pelas viagens aos lugares mais chiques e mais mequetrefes, pela quantidade de filmes, que você achava uma sorte eu não lembrar pra ver de novo, e pela quantidade indecente de sorvete que a gente tomou assistindo”, escreveu Flávia