Notícias » Brasil

Lula afirma que Bolsonaro deve ser interditado caso fraude da Covaxin seja confirmada

Ex-presidente ainda classificou a situação como "deprimente"

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 06/07/2021, às 18h25

Fotografia do ex-presidente Lula durante antigo pronunciamento
Fotografia do ex-presidente Lula durante antigo pronunciamento - Wikimedia Commons

Em entrevista à Rádio Salvador, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva elogiou a investigação realizada pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid e também deu sua opinião a respeito da possível utilização voto impresso na eleição de 2022. 

Segundo repercutido pelo Terra nesta terça-feira, 6,Lula acredita que a suposta fraude realizada na aquisição da vacina Covaxin, caso confirmada, exige como reação a interdição de JairBolsonaro

"Se for provada a corrupção como tem acontecido, obviamente que tem a orientação do presidente da República, porque o Ministério da Saúde não tomaria a decisão sem consultar a presidência”, declarou ele.

Lula acrescentou ainda que não existia nada “mais deprimente” que essa situação: “Um país precisando de vacinas, com muita gente que morreu por falta de vacina, e a gente agora fica sabendo que pessoas estavam tentando ganhar dinheiro", concluiu o petista. 

O ex-presidente também dividiu sua perspectiva sobre o voto impresso, afirmando que seria mais fácil fraudar uma eleição usando esse método, que descreveu como uma volta "à época dos dinossauros”.

Ele ainda argumentou que não é preciso “mexer no que funciona”, também segundo o Terra.