Notícias » Mundo

Menino autista de 4 anos quase se acidenta em brinquedo de 'queda livre'

Episódio, que aconteceu na Austrália, teria ocorrido por falha de operador; entenda!

Ingredi Brunato, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 11/04/2022, às 15h36

Imagem mostrando acento defeituoso do menino
Imagem mostrando acento defeituoso do menino - Divulgação/ Arquivo Pessoal

Um parque de diversões localizado em Sydney, uma das principais cidades da Austrália, quase se tornou o palco de uma tragédia no último domingo, 10, quando uma trava de segurança não funcionou corretamente.

O incidente ocorreu em uma atração que simulava uma queda livre. O visitante, que não foi preso de forma correta ao seu acento, era um menino de apenas quatro anos de idade, de acordo com informações repercutidas pelo The Telegraph, jornal britânico. 

O operador do brinquedo mecânico não havia verificado a trava de segurança da criança, o que impediu a questão de ser identificada antes de o passeio ser iniciado. 

O garoto era autistae não esboçou reações durante os momentos de tensão, porém felizmente sua família, assim como outros adultos que estavam ao redor do brinquedo, foram capazes de perceber o problema a tempo. Dessa forma, o funcionamento da atração foi interrompido antes de chegar à parte da queda. 

Um detalhe é que os operadores apenas conseguiam congelar o brinquedo no lugar, e não descê-lo para sua posição inicial, e os pais da criança não eram altos o suficiente para resgatar o filho de seu banco destravado. Assim, outro homem próximo do brinquedo precisou interferir para que a situação fosse finalmente resolvida. 

"Eles acionaram a parada de emergência, mas parece que o operador não conseguiu descer [os acentos] e alguém teve que ir até lá e fazer o menino pular em seus braços. Os espectadores tiveram que gritar para que o passeio fosse interrompido", relatou Eva Levy, uma das pessoas a presenciarem o ocorrido, em entrevista ao The Telegraph. 

Os administradores do parque de diversões onde o episódio se passou desativaram a atração e deram início a uma investigação, conforme um comunicado ao público: 

"A segurança dos clientes no show é primordial e fechamos o brinquedo de queda livre das crianças após um problema relatado com um assento. Os sistemas de segurança funcionaram bem para evitar qualquer lesão e o brinquedo não funcionará novamente até que uma investigação completa tenha sido concluída e o brinquedo tenha sido aprovado por engenheiros especializados", relataram eles.