Notícias » Entretenimento

Ministério da Justiça altera faixa etária de filme de Gentili

"Como se Tornar o Pior Aluno da Escola" é alvo de polêmica e chegou a ser proibido na terça-feira, 15

Redação Publicado em 16/03/2022, às 10h25

Poster do filme "Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola" com classificação de 18 anos
Poster do filme "Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola" com classificação de 18 anos - Divulgação / Downtown Filmes

O filme "Como se Tornar o Pior Aluno da Escola", filme de Danilo Gentili lançado em 2017, foi alvo de um despacho do Ministério da Justiça, assinado pelo secretário José Vicente Santini, alterando sua classificação indicativa de 14 anos, como foi avaliada no ano de lançamento, para 18 anos, conforme publicado no Diário Oficial da União na manhã desta quarta-feira, 16.

Atualmente, o filme reascendeu midiaticamente ao ser disponibilizado pela plataforma de streaming Netflix, ganhando uma repercussão negativa pelo personagem Cristiano, interpretado por Fábio Porchat, que faz alusão a um vilão pedófilo, desagradando espectadores conservadores, apoiadores e membros do governo Bolsonaro, que consideram apologia ao crime.

Com a alteração, uma possível exibição da obra em emissoras de televisão aberta só poderia ser realizada após as 23h, além da obrigação de ter a faixa etária atualizada em até cinco dias corridos em qualquer praça de comercialização, como em DVDs físicos, e plataforma de exibição, como canais ou exibições digitais.

A decisão ocorre um dia depois da determinação do Ministério da Justiça e Segurança Pública de proibir plataformas digitais de exibirem o filme, estipulando o pagamento de multa diária no valor de R$ 50 mil caso haja descumprimento. A decisão é classificada como censura pelas plataformas de streaming e criadores da obra.