Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Espaço

Módulo lunar milionário dos EUA queima ao reentrar na Terra e é destruído

Missão do Peregrine seria o primeiro pouso em solo lunar do país após o sucesso da missão Apollo 17, em 1972; mas falha frustrou planos da NASA

Fabio Previdelli

por Fabio Previdelli

fprevidelli_colab@caras.com.br

Publicado em 22/01/2024, às 11h46

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Foguete da missão Peregrine - Reprodução/X/@NASA
Foguete da missão Peregrine - Reprodução/X/@NASA

Primeira missão lunar dos Estados Unidos em décadas, o módulo Peregrine encerrou sua fracassada missão com uma entrada violenta na atmosfera terrestre na última quinta-feira, 18. O módulo acabou queimando ao voltar para nosso planeta. 

Com isso, uma equipe da NASA por trás do projeto anunciou a criação de um 'Conselho de Revisão de Anomalias' para investigar o que causou a ruptura explosiva que drenou o combustível da nave e a tirou de seu curso.

Programado para pousar na superfície lunar, o módulo Peregrine sofreu com um vazamento de combustível no espaço na semana passada; o que forçou ele a ser trazido de volta para casa. Mas, na última quinta-feira, 18, ele queimou na atmosfera em algum lugar sobre o Oceano Pacífico Sul, a cerca de 640 quilômetros ao sul de Fiji.

Empresa contratada pela NASA para desenvolver o módulo, a Astrobotic Technology confirmou o desaparecimento da espaçonave depois de perder contato com o veículo antes de sua reentrada. 

"Após um lançamento bem-sucedido e separação do foguete em 8 de janeiro, a espaçonave enfrentou um problema de propulsão que impediu o Peregrine de pousar suavemente na Lua", esclareceu a NASA em uma coletiva no dia seguinte, conforme repercutiu a CNN Brasil. 

Após análise e recomendações da Nasa e da comunidade espacial, a Astrobotic determinou que a melhor opção para minimizar o risco e garantir o descarte responsável da espaçonave seria manter a trajetória do Peregrine em direção à Terra, onde queimou na reentrada", explicou a agência. 

Módulo Peregrine 

O módulo lunar Peregrine foi lançado em 8 de janeiro, acoplado no topo do foguete Vulcan Centaur. Embora seu lançamento tenha ocorrido sem nenhum problema, o veículo não conseguiu alcançar o solo lunar — o que representaria o primeiro pouso dos EUA na Lua desde 1972, com a missão Apollo 17

O Peregrine, com uma carga notável de 108 milhões de dólares — que incluía os restos mortais de membros do elenco de "Star Trek" e amostras de DNA de ex-presidentes dos EUA, como John F. Kennedy — enfrentou dificuldades técnicas apenas seis horas depois.

A nave pretendia implantar cinco cargas úteis da NASA e 15 outros experimentos na Lua, abrangendo desde medições de radiação até campos magnéticos e gelo superficial. Os estudos seriam parte do projeto que visa a volta do homem à Lua em 2026.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!