Notícias » Política

Na capa da 'Time', Lula aponta racismo em governo Bolsonaro

O ex-presidente acusou o rival político durante extensa entrevista com a importante publicação norte-americana

Wallacy Ferrari Publicado em 04/05/2022, às 11h03

Montagem de Lula e Bolsonaro
Montagem de Lula e Bolsonaro - Valter Campanato/ABr/Marcos Corrêa/PR

Estampando a capa da revista norte-americana, o ex-presidente e atual pré-candidato ao cargo, Luiz Inácio Lula da Silva(PT) não apenas foi destacado na renomada publicação, como usou o espaço para realizar críticas contra o atual presidente e rival político, Jair Bolsonaro(PL).

Quando perguntado sobre projetos direcionados a população negra no Brasil, o petista afirmou  que Bolsonaro estimula o racismo em um país que já tem esse tipo de comportamento: "Não diria que ele tem culpa pelo racismo porque o racismo é crônico no Brasil. Mas ele estimula", explicou.

O Bolsonaro despertou o ódio, despertou o preconceito. Aí tem outros presidentes também na Europa, na Hungria, [que fazem o mesmo]; está aparecendo muito fascista, muito nazista no mundo", acrescentou Lula.

Conforme repercutimos anteriormente, Lula chegou a insinuar que as intervenções "politicamente corretas" em piadas deixavam o mundo "chato para c*cete", defendendo que, tendo um clima multipolarizado, poderia ouvir uma piada de nordestino, rir e contar outra em seguida.

Brasileiros na Time

A histórica revista norte-americana é conhecida mundialmente como um dos principais veículos de atualidade, prestes a completar seu centenário no ano que vem. Durante esse período de quase um século, estampou seis presidentes brasileiros na capa, sendo eles Júlio Prestes (1930), Getúlio Vargas (1940), Café Filho (1954), Juscelino Kubitschek (1956), Jânio Quadros (1961) e Costa e Silva (1967). O último brasileiro, no entanto, foi Neymar, ao ser transferido ao Barcelona-ESP em 2013, como apurou o portal UOL.