Notícias » EUA

Na Flórida, ex-atirador do Exército mata três adultos e um bebê

"Vocês sabem por quê eu fiz isto", teria dito o homem

Redação Publicado em 06/09/2021, às 11h06

O juiz Grady Judd mostra foto do suspeito
O juiz Grady Judd mostra foto do suspeito - Divulgação/Vídeo/NBC News

Um ex-atirador do exército americano assassinou quatro pessoas no último domingo, 6, na Flórida, sendo que, entre as vítimas, estava um bebê de três meses. As outras vítimas são um homem de 40 anos, uma mulher de 33 anos e outra 62. Elas eram, respectivamente, a mãe e a avó da criança.

Conforme o portal de notícias, uma menina de 11 anos também foi atingida antes que o atirador se entregasse à polícia, mas sobreviveu. Segundo o xerife local, Grady Judd, o suspeito foi identificado como Bryan Riley, um cidadão americano de 33 anos.

Riley, que usava colete à prova de balas, era veterano das guerras do Iraque e Afeganistão. Ele disse à polícia que era um "sobrevivente" e que havia consumido metanfetamina antes do crime.

O atirador acabou se ferindo no tiroteio e teve de ser levado para um hospita. Lá, ele tentou atacar os policiais e foi sedado antes de receber atendimento médico. Após os procedimentos, Riley foi levado para a prisão. 

De acordo Judd, em determinado momento, o ex-combatente ainda teria dito às autoridades a seguinte frase: "Vocês sabem por quê eu fiz isto", afirma. No entanto, a polícia declarou não saber o que teria motivado o ataque e agora segue com investigação.