Notícias » Arqueologia

Na Inglaterra, arqueólogos identificam marcação misteriosa em igreja abandonada do século 12

Os pesquisadores acreditam que as marcas foram feitas com o intuito de afastar maus espíritos, aprisionando-os em labirintos

Isabela Barreiros Publicado em 20/10/2020, às 13h39

Marca encontrada na igreja St Mary's, na Inglaterra
Marca encontrada na igreja St Mary's, na Inglaterra - Divulgação/HS2 Ltd/PA

Escavações realizadas na igreja de St Mary's, na vila de Stoke Mandeville, na Inglaterra, revelaram marcações misteriosas que podem ter significado oculto. Ao investigarem o local abandonado, os arqueólogos descobriram que duas pedras que faziam parte da construção da basílica, possuíam linhas posicionadas de modo peculiar.

A igreja em questão foi abandonada durante o século 19, quando, em 1866, outra capela mais próxima da aldeia povoada foi construída, levando ao seu desuso. Ela havia sido levantada muito antes, no século 12.

Os pesquisadores acreditam que os desenhos nas estruturas descobertas podem ter sido feitos com o intuito de afastar maus espíritos, na intenção de proteger o local em questão. Tratavam-se de linhas que irradiavam de um buraco feito no meio da pedra. A partir disso, considerou-se que a ideia era prender as almas em um labirinto ou em uma linha infinita. 

“O trabalho de arqueologia que está sendo realizado como parte do projeto HS2 está nos permitindo revelar anos de herança e história britânica e compartilhá-la com o mundo”, disse o líder das escavações, Michael Court. “Descobertas como essas marcações incomuns abriram discussões sobre seu propósito e uso, oferecendo uma visão fascinante do passado”, concluiu.