Notícias » Família Real Britânica

Não foi Elizabeth II que fez comentário racista sobre filho de Harry, afirma Oprah

A revelação de racismo dentro da família real foi particularmente chocante e gerou muita especulação

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 08/03/2021, às 14h22

Meghan, Harry e o pequeno Archie
Meghan, Harry e o pequeno Archie - Getty Images

Neste último domingo, 7, foi ao ar na CBS, canal de TV estadunidense, a aguardada entrevista de Harry e Meghan para Oprah. Uma das mais chocantes revelações feitas no bate-papo foi que quando a duquesa de Sussex estava grávida de Archie, o primogênito do casal, um membro da realeza havia feito uma observação em que se perguntava “quão escura” seria a pele da criança. 

Já nesta segunda-feira, 8, a apresentadora de televisão divulgou que embora os dois não tenham exposto a identidade de quem havia dito isso, garantiram que não foi nem a Rainha Elizabeth II e nem seu marido, o Duque de Edimburgo. A informação foi repercutida pela BBC. 

Decisão final

Ainda nesse tópico, Harry confirmou durante a entrevista que a questão do racismo havia sido um dos fatores que contribuíram para a decisão dele e de sua esposa de desligarem-se da monarquia.

Ouvir o comentário sobre a tom de pele do seu filho ainda não nascido foi classificado pelo duque como um “ponto baixo” em meio à situação. 

O principal foco do bate-papo com Oprah foi discutir esse afastamento do casal, para entender o que realmente aconteceu. Um dos fatos divulgados pelos dois, por exemplo, é que houveram meses de preparação antes do anúncio, muito diferente da narrativa de que a Rainha “havia sido pega de surpresa” pela decisão. 

O dinheiro de Lady Di

Conforme repercutiu a revista People, a família real britânica deixou de sustentar Harry e Meghan logo após eles decidirem abdicar dos títulos reais. “Literalmente me cortou financeiramente”, revelou o filho mais novo da falecida Princesa Diana.

Harry contou à Oprah que a fortuna que sua mãe lhe deixou antes de morrer, em 1997, o permitiu mudar para os Estados Unidos e viver em paz com a família: “Sem isso, não teríamos sido capazes”. O neto da rainha Elizabeth também acrescentou que tudo que queria era “dinheiro suficiente para obter segurança e manter minha família segura”.

++Leia a matéria completa aqui