Notícias » Ásia

O filho de ex-ditador das Filipinas eleito presidente com enorme vantagem

A eleição de Ferdinand Marcos Jr. marca o retorno da família ao poder com mais que o dobro de votos que o segundo colocado

Redação Publicado em 10/05/2022, às 09h21

Ferdinand Marcos Jr. em campanha
Ferdinand Marcos Jr. em campanha - Getty Images

Ferdinand Marcos Jr. confirmou sua vitória nas eleições presidenciais das Filipinas ao conquistar mais que o dobro de votos da sua opositora, a candidata Leni Robredo, com quase 100% dos votos contabilizados.

Filho do ex-ditador homônimo, cujo governo caiu com um levante popular que teve apoio do Exército, o político marca com a sua eleição — que teve margem de votos histórica no país — o retorno da família ao poder das Filipinas após décadas da deposição do pai.

O regime foi marcado por perseguição, em que estava estabelecida uma brutal lei marcial entre 1972 e 1981. A família também é acusada de desvios bilionários do tesouro do Estado, além de trocas de favores ilegais e corrupção.

Ainda assim, como reportou o Estadão, após o exílio no Havaí, eles retornaram ao país e conseguiram se manter na política com força, atuando em cargos importantes, como deputados, senadores, etc.

Na tarde da última segunda-feira, 9, com 81,8% dos votos apurados, o candidato havia obtido 26,3 milhões de votos, mais que o dobro dos 12,5 milhões de votos conquistados por Robredo, o que os deixa muito perto dos 27,5 milhões de votos para confirmar o resultado.

“Temos muitas coisas para fazer”, afirmou Marcos Jr. em um comunicado transmitido pelo Facebook. “Um empreendimento tão grande quanto esse não envolve uma pessoa”.
Ele continuou: “Existem milhares de vocês por aí, voluntários, grupos paralelos, líderes políticos que se juntaram a nós por causa de nossa crença em nossa mensagem de unidade”.