Notícias » Religião

Prisões em Roma recebem 15 mil sorvetes do Papa Francisco

Ação faz parte de um dos “pequenos gestos evangélicos” do Vaticano; entenda!

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 08/09/2021, às 14h03

Papa Francisco, líder da Igreja Católica
Papa Francisco, líder da Igreja Católica - Getty Images

Nesta quarta-feira, 8, o Papa Franciscofoi responsável por enviar uma generosa quantidade de guloseimas a prisões em Roma, na Itália. O pontífice mandou cerca de 15 mil sorvetes para duas prisões da capital italiana, como relatou o jornal The Guardian.

Os prisioneiros receberam a doação nas cadeias de Regina Coeli, que fica no centro da cidade, e Rebibbia, que está localizada nos arredores de Roma pelas mãos do cardeal Konrad Krajewski, esmoler do Vaticano.

Segundo um comunicado do Vaticano, a ação aconteceu porque este foi um dos verões mais quentes já registrados na Itália. A publicação aponta que Syracuse, cidade na Sicília, chegou a até 48,8º C em agosto, uma temperatura que pode ser a mais alta já vista em toda a Europa.

Devido aos recordes de temperatura, incêndios florestais também estão sendo observados em todo o continente. Regiões no sul da Itália e a ilha da Sardenha, por exemplo, contaram com ventos fortes que causaram graves focos de incêndio. 

A nota ressaltou que o escritório de caridade de Francisco"não saiu de férias" neste verão e que a doação faz parte de uma série de “pequenos gestos evangélicos” realizados “para ajudar e dar esperança a milhares de pessoas nas prisões de Roma”. 

Eles afirmam ainda que os voluntários do Vaticano estão “continuando a se dedicar, entre outras coisas, a duas das sete obras de misericórdia: visitar prisioneiros e consolar os aflitos”.