Notícias » Brasil

Sem coveiros em cemitério, irmãos cavam a cova da própria mãe

O caso ocorreu em Magé, na baixada fluminense, na última quinta-feira, 18

Giovanna Gomes, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 21/03/2021, às 09h00

Uma das irmãs gravou um vídeo cobrando as autoridades
Uma das irmãs gravou um vídeo cobrando as autoridades - Divulgação

Na última quinta-feira, 18, quatro irmãos que vivem em Magé, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, tiveram de cavar uma cova para enterrar a própria mãe, já que não havia coveiros no Cemitério Municipal II de Vila Esperança que pudessem realizar o enterro.

Segundo noticiou o portal G1, inconformada com a situação, uma das filhas da mulher decidiu gravar um vídeo cobrando as autoridades da cidade. A gravaçã logo viralizou nas redes sociais.

"Venho informar aqui a pouca vergonha que é aqui em Magé, no Cemitério II da Vila Esperança. Esta aqui que está no caixão é nossa mãe. Não tem um coveiro aqui para enterrar. Quem está enterrando são os quatro filhos. E não tem um coveiro", disse a mulher, que prosseguiu: "Pelo amor de Deus. Minha mãe está sendo tratada pior que um cachorro. Isso é muito triste."

Em nota, a prefeitura de Magé afirmou que o motivo para a falta de profissionais no local foi que o diretor do cemitério havia liberado todos os coveiros para almoçar ao mesmo tempo. Por esse motivo, o comunicado ainda diz que o diretor e a equipe da unidade foram exonerados.

"É impensável em nosso governo que a população seja desassistida, ainda mais em um momento de dor. Lamentamos profundamente e informamos que todas as medidas já foram imediatamente tomadas pela gestão municipal", diz a nota.