Notícias » Política

Twitter detecta mais de mil contas brasileiras responsáveis por desinformação durante eleições dos EUA

O fundador da plataforma Bot Sentinel alertou sobre o caso na última terça-feira, 10

Giovanna Gomes Publicado em 11/11/2020, às 07h26

Logo do Twitter
Logo do Twitter - Pixabay

Christopher Bouzy, fundador da Bot Sentinel, plataforma que monitora a atividades de robôs no Twitter, informou que mais de mil contas brasileiras, que tinham a finalidade de espalhar desinformação durante a eleição americana, foram detectadas.

De acordo com as informações dadas por ele, na terça-feira, 10, os perfis defendem que houve fraude na contagem de votos e que, portanto, Donald Trump teria vencido a disputa.

"Desde a semana passada, acompanhamos as atividades das eleições e, desde o primeiro dia, percebemos que contas brasileiras estavam espalhando desinformação. Mas na semana passada eram aproximadamente 370-400 contas brasileiras no Twitter. Agora são bem mais de 1000 se aproximando de 2000", declarou Bouzy à GloboNews. Segundo ele, as contas frequentemente publicam a #BidenWasNotElected ("Biden não foi eleito").

O que Trump alega

O movimento nas redes sociais ocorre após o republicano ter afirmado que milhares de votos haviam sido recebidos "ilegalmente" na Pensilvânia e em outros estados após o dia 3 de novembro, quando ocorreu a eleição.

No entanto, em entrevista à CNN, a advogada Ellen Weintraub, que é membro da Comissão Eleitoral Federal dos Estados Unidos, declarou: "Não há provas de que votos ilegais estejam sendo contabilizados. Não sou só eu que estou dizendo isso. Há pessoas pelo país todo, especialistas apartidários, vindo a público para falar sobre a eleição".