Matérias » Personagem

173 picadas de cobras venenosas: Conheça a insana história do Homem-cobra

Bill Haast foi obcecado por cobras a vida toda, chegando a injetar-se com uma mistura de venenos para "propósitos medicinais"

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 20/02/2021, às 11h00

Fotografia de Homem-cobra lidando com serpente em performance
Fotografia de Homem-cobra lidando com serpente em performance - Divulgação / Site oficial do Bill Haast

Bill Haast foi fascinado por cobras durante toda a sua vida. Ele pegou a primeira na mão quando tinha apenas 7 anos de idade: para sua sorte, tratava-se de uma cobra-liga, isto é, uma que não possuía veneno e tampouco extensão suficiente para oferecer perigo. 

Essa experiência foi muito diferente da que teve aos 12 anos, quando estava no acampamento de escoteiros e foi picado por uma serpente-mocassim-cabeça-de-cobre. Aquela foi a primeira vez que seu encanto pelos répteis acabou fazendo-o ser picado por uma víbora (termo usado para se referir a uma cobra venenosa) — mas não foi a última.  

Ainda naquele ano, Bill foi parar no hospital por conta de outra mordida, precisando de internação por uma semana inteira. Porém esses episódios desagradáveis não desestimularam sua obsessão, como outros poderiam pensar. 

Fotografia de Bill lidando com cobra durante uma performance / Crédito: Divulgação / Site oficial do Bill Haast 

 

Início 

É importante dizer que Bill não apenas foi observar cobras em seus ambientes naturais: ele as queria para si. Assim, logo na sua juventude, já trouxe a primeira víbora para casa —  o que, a princípio, deixou sua mãe aterrorizada, fazendo com que ela não entrasse no apartamento por três dias inteiros. 

Depois, todavia, ela acabou se conformando com os pets exóticos do filho, permitindo que ele mantivesse um ou dois em gaiolas. 

De acordo com o The New York Times, a primeira cobra exótica comprada por Haast foi uma cascavel diamante. Quando descobriu que veio da Flórida, o jovem, então com 16 anos de idade, decidiu que precisava ir para lá imediatamente, largando inclusive os estudos para tanto. 

Mais tarde, Bill formou-se como mecânico de aviação, e passou a trabalhar como engenheiro de voo em uma companhia aérea que fazia viagens internacionais. Não, ele não havia se desviado de sua paixão: a profissão acabou sendo uma maneira de contrabandear serpentes raras usando sua caixa de ferramentas. 

Eventualmente, Haast acumulou tantos dos répteis que foi capaz de abrir um serpentário na cidade de Miami, um sonho antigo. Ele manteve-se administrando o local por mais 37 anos, até que uma criança que visitava o local com os pais caiu em uma cova de crocodilo, levando ao fechamento do estabelecimento. 

Surgimento de uma lenda 

Entretanto, isso não impediu Bill de continuar a trabalhar com serpentes. A esse ponto ele já era conhecido por ter recebido mais picadas de cobra, inclusive.

Foi então que o norte-americano entrou de cabeça em uma profissão ainda mais bem-paga: a drenagem de veneno de víboras destinada à produção de antídotos, que são ministrados em pessoas que foram vítimas de suas mordidas. 

No total, o norte-americano foi picado 173 vezes por serpentes venenosas ao longo de seus anos, com 20 dessas ocasiões quase se mostrando fatais, e muitas delas deixando cicatrizes e mutilações diversas em suas mãos. Sua história peculiar foi contada pelo The New York Times em 2011. 

Bill fazendo a extração do veneno de uma serpente / Crédito: Divulgação / Site oficial do Bill Haast 

 

Ele já realizava a atividade de extração de veneno em seu serpentário, na frente de turistas curiosos, todavia, a partir do fechamento dele passou a fazê-lo em frequência maior. Era um trabalho perigoso e de grande procura, pois era preciso fazer cerca de 100 sessões de extração de veneno até tê-lo em quantidade suficiente para venda. 

Apesar de ser apaixonado por cobras, vale dizer que Bill não mantinha ilusões de ser correspondido: “Você poderia ter uma cobra por 30 anos e no segundo que você deixa a porta da gaiola rachada, ela se foi. E elas nunca virão até você a menos que você tenha um rato entre os dentes”, contou ele em uma entrevista de 1997 para a revista Outside.

Haast ainda acreditava que os venenos de serpentes tinham outras propriedades medicinais, e injetou-se com uma mistura de venenos diferentes todos os dias durante 60 anos, de acordo com o que foi repercutido pelo The New York Times. 

Bill injetando veneno em si mesmo com seringa / Crédito: Divulgação / Site oficial do Bill Haast 

 

O autoproclamado Homem-cobra possuía assim anticorpos para diversas espécies diferentes de víboras, e em 21 ocasiões diferentes, foi capaz de salvar a vida de pessoas picadas pelos répteis fazendo uma transfusão de sangue para elas. 

Para recompensá-lo, a Venezuela tornou Bill um cidadão honorário, e o governo dos Estados Unidos também usou “contatos secretos” para trazer um antídoto do Irã quando o norte-americano precisou de ajuda para se recuperar da mordida de uma víbora rara. 

Felizmente, Bill foi capaz de viver uma vida longa a despeito das inúmeras situações de risco nos quais se colocou durante seu convívio constante com os répteis, e morreu de causas naturais em 2011, então aos 100 anos de idade. 


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

1. Guinness World Records 2020, de Guinness World Records 2020 (2019) - https://amzn.to/2BsnJW3

2. Guinness World Records 2020 (Edição Inglês), de Guinness World Records 2020 (2019) - https://amzn.to/3eJEtX7

3. Guinness World Records, de Vário Autores (2016) - https://amzn.to/2BuEVKJ

4. Guinness World Records 2019, de Vário Autores (2018) - https://amzn.to/2UjI0DZ

5. Guinness World Records 2021, de Vários Autores (2020), Pré-Venda: https://amzn.to/2DqtUeE

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W