Matérias » Entretenimento

AH indica: Guerras do Brasil.doc, série da Netflix

Divertido e extremamente didático, o seriado destaca 5 importantes conflitos da História do Brasil na voz de especialistas

André Nogueira Publicado em 19/07/2019, às 10h00

None
- Crédito: Reprodução

A ideia de que o Brasil é um país pacifico e sem guerras é um clássico da memória brasileira. No entanto, nada mais distante da realidade. O Brasil tem toda sua história marcada por conflitos armados e massacres gigantescos. Apresentar essa realidade de maneira didática e compreensível é o maior mérito da série documental Guerras do Brasil.doc, produzida pelo serviço de streaming Netflix.

É um típico seriado documental histórico: soma reconstituições, documentos históricos e fala de especialistas. Com essa estrutura, a série é dividida em 5 capítulos que tratam dos principais conflitos internos do país: as Guerras de Conquista, a Destruição de Palmares, a Guerra do Paraguai, a Revolução de 1930 e a Escola do Crime (formação do Crime Organizado no Rio de Janeiro e São Paulo).

A série se destaca pela excelente escolha de historiadores e antropólogos que apresentam os fatos sobre as guerras. Cada episódio trás uma equipe diferente, especializada nos temas.

Tratam-se de grandes nomes da historiografia nacional, como Ailton Krenak (historiador e filósofo indígena), Mary del Priori (grande difusora de conteúdo histórico), Boris Fausto (um dos maiores nomes do estudo da República), Francisco Doratioto (grande especialista no conflito com o Paraguai), Pedro Puntoni (grande especialista em guerras indígenas coloniais) e Luiz Felipe de Alencastro (especialista em escravidão atlântica).

Logo da série / Crédito: Divulgação

 

A obra traz uma visão, de fato, histórica dos conflitos, explicando como os acontecimentos se desencadearam e demonstrando de maneira elucidativa as motivações e as consequências de cada conflito para a História Nacional.

Outro ponto positivo é que, se tratando de uma série sobre guerras e exigindo um conhecimento geográfico do deslocamento de tropas e exércitos, a edição gráfica facilita a compreensão do público, com a presença de mapas em movimento que demonstram bem o desencadeamento das batalhas.

Por outro lado, a série é marcada por sua curta duração. Com a escolha de apenas 5 temas da História Militar brasileira, muitos conflitos interessantes ficaram de lado, como a guerra em Canudos, na Cisplatina, no Contestado, conflito ocorrido no Acre ou até mesmo a participação brasileira na Segunda Guerra.