Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Marilyn Monroe

Cansada de papeis limitados, Marilyn Monroe abriu uma companhia cinematográfica

A Marilyn Monroe Productions foi uma companhia de estúdios que representou grande importância na trajetória da atriz

Éric Moreira, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 04/08/2022, às 18h43

Marilyn Monroe foi uma atriz e empresária estadunidense - Reprodução/Vídeo/Youtube / Pixabay
Marilyn Monroe foi uma atriz e empresária estadunidense - Reprodução/Vídeo/Youtube / Pixabay

Marilyn Monroe foi uma artista estadunidense que ficou especialmente famosa entre as décadas de 1940 e 1950, e é grandemente lembrada até hoje como uma atriz, cantora, modelo e símbolo sexual de Hollywood. No entanto, o que nem todos sabem é que a loira, além de todo esse extenso currículo, ainda foi empresária.

No fim de 1954, cansada de receber apenas um valor em torno de US$ 1500 dólares por semana com seus papéis — muito menos do que alguns homens recebiam, na época —, Monroe decidiu tomar as rédeas e trilhas um caminho diferente em sua carreira. Foi então que, junta ao fotógrafo Milton Greene, já em 1955, ela fundou a Marilyn Monroe Productions.

Anúncio

O anúncio da formação da nova empresa foi feito no dia 7 de janeiro de 1955 pela própria atriz, em uma declaração pública lida para oitenta jornalistas e amigos na casa de seu advogado, Frank Delaney. Marilyn então foi nomeada como presidente da empresa, enquanto Milton Greene se tornou o vice-presidente — com ambos dividindo os ganhos em 51% e 49%, respectivamente.

Marilyn Monroe em cena de 'Os Homens Preferem as Loiras', de 1953
Marilyn Monroe em cena de 'Os Homens Preferem as Loiras', de 1953 / Reprodução/Filme/Os Homens Preferem as Loiras

Segundo a empresária, a decisão foi tomada porque ela não tinha interesse em se limitar ao que a indústria cinematográfica determinava para si, como musicais e comédias, mas também se arriscar em papéis mais dramáticos e sérios, como informado pelo The Marilyn Monroe Collection.

Não é que eu me oponha a fazer musicais e comédias – na verdade, eu prefiro apreciá-los – mas eu gostaria de fazer partes dramáticas também", disse a atriz no programa 'Person to Person', de Edward R. Murrow.

Projetos

A Marilyn Monroe Productions chegou a patrocinar dois projetos cinematográficos na época. O primeiro foi o filme 'Bus Stop' (traduzido no Brasil como 'Nunca fui Santa'), em 1956, que ainda foi produzido pela Fox.

No entanto, em 1957 a nova empresa da loira desenvolveu sua primeira (e única) produção independente, a 'The Prince and the Showgirl' (traduzido como 'O Príncipe Encantado' no Brasil), em que ela própria atua.

Marilyn Monroe no filme 'Nunca fui Santa', de 1956
Marilyn Monroe no filme 'Nunca fui Santa', de 1956 / Divulgação/YouTube/ThatGirlMarilyn

A produção exclusiva dos estúdios de Marilyn Monroe ainda chamou a atenção na época e a atriz até mesmo conquistou prêmios estrangeiros. Em 1958, recebeu o Prêmio David di Donatello — prêmio cinematográfico italiano — como melhor atriz estrangeira, e em 1959 o francês Crystal Star Award, na mesma categoria.

Assim, percebe-se que a atriz estava alcançando grande ascensão em sua carreira, não só como empresária mas também como atriz, com ela mesma abrindo as portas para novos papéis. Com isso, Marilyn se destacou.

Ruptura

Ao longo do ano de 1956, no entanto, a relação entre Marilyn Monroe e Milton Greene vinha se deteriorando, e seu novo marido, Arthur Miller, queria contribuir nos planos de negócios futuros da esposa — além de a atriz também sentir que Greene não valia os 49% do acordo. Com isso, os sócios se separaram em abril de 1957, apenas dois anos após a fundação da empresa.

Com isso, a Marilyn Monroe Productions não fez mais outros filmes, embora continuasse existindo para cumprir com finalidades fiscais devido aos ganhos da atriz. 


O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir.