Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Personagem

O monarca que reinou mais tempo que Elizabeth II e assumiu o trono após polêmica

Bhumibol Adulyadej foi rei da Tailândia até 2016 e pode ser ultrapassado em questão de dias

Wallacy Ferrari Publicado em 06/06/2022, às 17h01 - Atualizado em 12/06/2022, às 07h00

Bhumibol Adulyadej em evento oficial - Getty Images
Bhumibol Adulyadej em evento oficial - Getty Images

Em 9 de maio de 2022, a rainha Elizabeth II atingiu um marco histórico ao ultrapassar Johann II de Liechtenstein e se tornou a terceira monarca com reinado mais longo da história mundial. Contudo, não estava tão longe de subir uma colocação, visto que, com mais 34 dias, ela poderia alcançar o falecido rei da Tailândia, Bhumibol Adulyadej.

O monarca ocupou o trono máximo do país por 70 anos e 126 dias e, em questão de dias, terá a posição tomada pela britânica — mas nem por isso deixa de contar com um legado que reverbera até os dias atuais no modelo político do país. Apesar de ser o chefe de estado por sete décadas, sua trajetória inicia nos Estados Unidos.

Ele nasceu em 5 de dezembro de 1927 em Massachusetts e ainda recebeu educação na Suíça. Somente em 1946, que ele finalmente assumiria a posição máxima no país coordenado pela família, mas em meio a um evento misterioso; a morte do irmão mais velho, Ananda Mahidol, o Rama VIII, que deveria ser o legislador no lugar de Bhumibol.

Entrada conturbada

Ananda faleceu em de maneira misteriosa; fora baleado dentro de seu quarto no palácio real de Bangkok. Ele tinha a mesma criação suíça do irmão e estava em um reinado que durava desde 1935. No entanto, as circunstâncias controversas da morte, consideradas inconclusivas, fez com que o irmão se tornasse alvo de um debate popular no país, como informou o El País.

De maneira a respeitar o luto do irmão, ele foi não coroado imediatamente, voltando para a Europa para concluir os estudos. A cerimônia de entronização ocorreu em 1950, recuperando a autonomia hereditária, visto que dividiu as decisões durante o período fora com militares.

Seu jeito firme tornou-se mundialmente conhecido nas décadas seguintes, tendo seu auge em 1992, quando ordenou que manifestantes fossem alvejados em protestos contrários a posse do ex-general golpista Suchinda Kraprayoon como primeiro-ministro, resultando em dezenas de vítimas fatais.

Bhumibol já nos anos finais de governo em cadeira de rodas / Crédito: Getty Images

Anos finais

Em 14 de outubro de 2016, ele faleceu aos 88 anos de idade, como informou a Casa Real tailandesa. Durante todo o período, atravessou 19 mudanças de Constituições, várias tentativas de golpes de estado e, por fim, contou com um grande funeral, com uma grande cerimônia de cremação concretizada 12 dias após o óbito.

Com sua morte, um novo período de revolta popular foi tomado com a passagem de trono ao príncipe Maha Vajiralongkorn, conhecido por atitudes bizarras, como a criação de leis que proíbem a citação do rei em notícias que possam soar difamatórias.