Matérias » Personagem

O que causou a surdez de Beethoven?

O compositor alemão revolucionou a música ocidental, porém não sem enfrentar muitos obstáculos relativos à sua saúde

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 06/04/2021, às 19h15

Beethoven
Beethoven - Getty Images

O compositor Ludwig van Beethoven é conhecido por ter transformado o mundo da música, tendo criado sinfonias que não apenas são ouvidas até hoje, mas também estabeleceram os alicerces da música ocidental. 

A professora Laura Tunbridge, que escreveu o livro biográfico “Beethoven: A Life in 9 Pieces” (Ou, em tradução livre, "Beethoven: uma vida em nove peças"), deu uma entrevista à BBC em 2020 explicando a importância do compositor.

"De muitas maneiras ele revolucionou o alcance da música em termos de som e volume, sua ambição e a ideia de que a música pode expressar ideias e sentimentos; (demonstrou que a música) não é só um espetáculo, puro entretenimento, mas algo muito mais profundo. Beethoven foi fundamental no estabelecimento dessa atitude frente à música, de elevá-la a uma forma de arte”, contou ela. 

Um dos aspectos mais curiosos de sua vida é o fato que o alemão tornou-se surdo a certo ponto de sua vida.

Segundo divulgado na mesma reportagem, sua audição começou a se perder quando o compositor tinha apenas 27 ou 28 anos, condição que continuou progredindo ao longo das décadas seguintes, condenando o apaixonado por música a uma existência silenciosa. 

Melodias imaginadas 

"Ah! Como confessar a debilidade de um sentido que em mim deveria existir num estado de perfeição maior, num nível de perfeição tal qual muito poucos músicos conheceram", escreveu Beethoven em uma carta destinada a seus irmãos em que discorria sobre o problema de surdez que enfrentava. Ele tinha então 32 anos, e sua audição ainda pioraria muito até sua morte aos 56. 

Fotografia mostrando trecho da famosa carta, que curiosamente nunca foi enviada e é conhecida pelo nome "Testamento de Heiligenstadt" / Crédito: Wikimedia Commons

 

Felizmente, seus anos de experiência com notas musicais permitiram que o alemão continuasse fazendo o que amava usando sua “memória auditiva”.

O mais impressionante é que mesmo quando já era surdo e só podia ouvir as partituras que compunha dentro de sua própria mente, Beethoven foi capaz de produzir alguns de seus maiores clássicos, como a famosa “Nona Sinfonia”. 

Possíveis causas 

Embora esse mal trágico e fascinante que acometeu o gênio seja conhecido por muitos, todavia, o motivo por trás dele permanece sendo uma incógnita até os dias atuais. Isso porque o compositor morreu 194 anos atrás, de forma que muitas informações sobre sua vida são reservadas ao campo da especulação. 

Os especialistas acreditam hoje que Beethoven sofreria de uma variedade de problemas de saúde. 

Segundo o neurocirurgião Henry Marsh no documentário "Dissecando Beethoven", alguns dos problemas do alemão seriam: “enfermidade inflamatória intestinal, síndrome do intestino irritável, diarreia violenta, doença de Whipple, depressão crônica, envenenamento por mercúrio e hipocondria".

Ilustração representando estúdio de Beethoven / Crédito: Wikimedia Commons

 

Teria sido alguma dessas a razão da surdez? Para o pesquisador William Meredith, que trabalha no Centro de Estudos de Beethoven da Universidade de San José e também deu entrevista à BBC, o fato teria sido um possível envenenamento por chumbo, que é capaz de causar danos neurológicos - incluindo nos nervos responsáveis pela tradução dos sons para o cérebro. 

Isso porque na época era comum que o vinho fosse tomado como substituto para água. Mas qual o problema AH? Bom, a bebida alcoólica era guardada em barris forrados com o metal pesado durante sua fermentação, gerando um doce sabor fatal.

O alemão também possuía um alto consumo de álcool, como revelado por sua autópsia, que descobriu que ele tinha cirrose. A hipótese do envenenamento por chumbo, todavia, é apenas uma teoria, não podendo ser comprovada. 

Outra especulação é feita pelo Philip Mackowiak, por exemplo, que acredita que Beethoven poderia ter sido acometido por uma sífilis congênita, que teria gerado tanto seus problemas gastrointestinais quanto a surdez. 

No fim, todavia, nunca saberemos realmente. O fato é que, apesar dos inúmeros obstáculos que enfrentou em sua vida pessoal, o compositor conseguiu deixar para trás um legado fascinante, que marcou a história da música.


+Saiba mais sobre o artista através de obras disponíveis na Amazon Brasil: 

Beethoven: As muitas faces de um gênio, de João Maurício Galindo e Romain Rolland (2019) - https://amzn.to/2NKj4Ct

Beethoven: Angústia e triunfo, Jan Swafford (2016) - https://amzn.to/2swgNTq

Beethoven: as muitas faces de um gênio, João Maurício Galindo, Romain Rolland (2019) - https://amzn.to/2PQLDOv

Beethoven (Biografias), Bernard Fauconnier (e-book) - https://amzn.to/34nhhbv

Músicas e pensamentos de Beethoven, Guilherme Freitas (e-book) - https://amzn.to/2Pv27Nv

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W