Matérias » Personagem

Príncipe William diz que a morte de Diana o fez ter uma conexão profunda com a Escócia

O duque de Cambridge realizou um emocionante discurso na Assembleia Geral da Igreja da Escócia, no último sábado, 22

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 25/05/2021, às 13h50 - Atualizado às 13h51

Fotografia do Príncipe William
Fotografia do Príncipe William - Getty Images

William, o filho mais velho de Diana,se encontrava na Assembleia Geral da Igreja da Escócia no último sábado, 22, quando fez um discurso emocionante.

“Há algo que quero dizer a vocês", iniciou o duque de Cambridge. "A Escócia é extremamente importante para mim e sempre terá um lugar especial no meu coração. Venho para a Escócia desde que era pequeno. Conforme fui crescendo, vi como minha avó aprecia cada minuto que ela passa aqui. E meu pai nunca fica mais feliz do que quando caminha pelas colinas."

“Em resumo, a Escócia é a fonte de algumas das minhas memórias mais felizes. E também da minha memória mais triste", prosseguiu o príncipe, que relembrou sua estadia em Balmoral quando soube, em 31 de agosto de 1997, que sua mãe havia morrido em um acidente de carro.

Em seguida, o neto da rainha Elizabeth II revelou como lidou com a morte de Lady Di: “Ainda em estado de choque, encontrei refúgio no serviço em Crathie Kirk naquela mesma manhã”, disse ele. “E nos dias sombrios de luto que se seguiram, encontrei conforto e consolo ao ar livre escocês. Como resultado, a conexão que sinto com a Escócia será profunda para sempre.”

No fim, o duque de Cambridge ainda contou que também foi no mesmo país que ele conheceu sua esposa, a duquesa Kate Middleton, há 20 anos. “Nem é preciso dizer que a cidade onde você conhece sua futura esposa ocupa um lugar muito especial em seu coração", afirmou.