Matérias » Astronomia

Qual o planeta mais quente do Universo?

O infernal Kelt-9b é tão quente quanto uma estrela, e sua matéria chega a evaporar de tanto calor

Ingredi Brunato Publicado em 17/09/2020, às 17h11

Ilustração artística da estrela Kelt-9 (à esquerda) e o planeta Kelt-9b (à direita).
Ilustração artística da estrela Kelt-9 (à esquerda) e o planeta Kelt-9b (à direita). - Divulgação/ NASA

Descoberto em 2017, o Kelt-9b é um planeta que fica à 650 anos-luz da Terra, e foi encontrado pelo pequeno telescópio Kelt. O dispositivo tem por objetivo identificar planetas orbitando estrelas que são maiores e mais brilhantes que o nosso Sol, para entender como são os sistemas solares que se formam nessas condições tão extremas. 

E o Kelt-9b é um dos planetas que existe nas condições mais adversas já vistas pelos astrônomos. Ele possui temperaturas na casa dos 4.327 ºC, o que para efeito de comparação é quase dez vezes mais alto que as temperaturas encontradas em Vênus, o planeta mais quente de nosso Sistema Solar. 

Fotografia do telescópio Kelt. Crédito: Divulgação/ NASA 

 

Características 

Por conta do calor, o planeta gasoso é quase três vezes maior que Júpiter, contudo possui metade da densidade, como um balão inchado. O Kelt-9b está também tão próximo da estrela em volta do qual orbita, que realiza uma volta completa em apenas 36 horas - ou um dia e meio.

Ele também tem uma outra particularidade: possui um lado diurno, que recebe radiação constante de sua estrela, e um lado noturno, que nunca recebe (porém que também passa longe de ser frio). Nesse lado diurno, contudo, a situação é tão infernal que os cientistas especularam que as moléculas - como dióxido de carbono, metano ou água - não são nem capazes de se formar. 

Um outro fato que mostra o poder do calor desse planeta é que ele pode ser comparado ao de estrelas. As estrelas vermelhas, por exemplo, que já estão no final de sua vida, têm uma temperatura média cerca de 2.000 °C mais baixa que a de Kelt-9b, quase “frias” em comparação com o corpo celeste escaldante. . 

“Este planeta é o mais distante em termos de vida, o mais extremo, o mais inóspito e infernal, mas, graças ao estudo de sua atmosfera, vamos aprender uma nova astrofísica”, comentou Ignasi Ribas, que é pesquisador do Instituto de Ciências do Espaço, no artigo da revista científica Nature que anunciou a descoberta do corpo celeste. 

Impressão artística de Kelt-9b, com sua estrela acima. Crédito: Divulgação/ NASA

 

Porque Kelt-9b é tão quente? 

Se esse planeta é tão quente quanto uma estrela, imagina só a estrela em volta do qual ele orbita: chamada de Kelt-9, ela é 2,5 vezes maior que o nosso Sol, e duas vezes mais quente, alcançando a marca de impressionantes 9.897 °C. É a proximidade do planeta com a estrela que causa suas temperaturas altíssimas. Kelt-9 é tão poderosa que está literalmente destruindo a atmosfera do planeta gasoso. 

Isso é visível pelo fato do Kelt-9b possuir uma cauda brilhante, como se fosse um cometa, porque está sendo tão esquentado ele está lentamente evaporando, e inclusive não é exagero dizer que pode evaporar-se por completo. 

Contudo, mesmo que o Kelt-9b sobreviva a tudo isso, suas perspectivas a longo prazo também não são positivas: “Kelt-9 vai inchar para se tornar uma estrela gigante vermelha em cerca de um bilhão de anos.”, apontou o professor Keivan Stassun, que esteve envolvido no estudo. 

Isso significa que, pela grande proximidade que o planeta está de sua estrela, ela irá engolfá-lo quando esse evento chegar. Até lá, se nenhum outro planeta com uma temperatura que supere 4.327 ºC for descoberto, o Kelt-9b permanecerá com o posto de mais quente do Universo


+Saiba mais sobre o universo por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

O Universo Numa Casca de Noz, de Stephen Hawking (2016) - https://amzn.to/2ydRqJd

Uma Breve História do Tempo, de Stephen Hawking (2015) - https://amzn.to/3cSYTMm

Um universo que veio do nada, de Lawrence Krauss (2012) - https://amzn.to/35dXFsD

O nascimento do universo, de Judith Nuria Maida e Fernando Vilela (2019) - https://amzn.to/3daLeAH

Universo, de Thmas Eaton (2017) - https://amzn.to/2YiGsge

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W