Matérias » Personagem

Wu Lien-Teh, a saga do médico pioneiro a recomendar uso de máscaras durante epidemias

Homenageado recentemente pelo Google, o profissional de saúde teve um papel fundamental no combate à Praga da Manchúria em 1910

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 14/03/2021, às 08h00

Fotografia de Wu Lien-Teh
Fotografia de Wu Lien-Teh - Divulgação

Em 1910, uma epidemia estourou na China, e do caos e da morte que vieram com o surto surgiu um homem que criou medidas que não apenas colocaram um fim àquele episódio desesperador, como nos ajudam até hoje. 

Wu Lien-teh era um médico nascido na Malásia que foi chamado para ajudar o governo chinês com o objetivo lidar com o que ficaria conhecido como a Grande Praga da Manchúria. Sua história foi relembrada na última semana após uma homenagem do Google.

Uma das mais famosas contribuições do profissional foi a recomendação do uso de máscaras para evitar a disseminação de microorganismos, uma medida que voltou com tudo durante a pandemia do coronavírus

O profissional foi homenageado pelo Google no último dia 10 de março por conta do legado que deixou para a área da saúde, que ainda inclui um modelo de máscara que é considerado precursor da N95/ pff2. De acordo com o que foi repercutido pelo G1, esse é o modelo mais eficiente contra a covid-19, por isso sendo usado por profissionais da saúde. 

Imagem criada pelo Google para homenagear o médico / Crédito: Divulgação/ Google 

 

Wu Lien-teh versus Praga da Manchúria 

Inovador desde o princípio, assim que chegou à região afetada pela praga, Lien-teh acabou sendo responsável por liderar a primeira autópsia da história da China. O procedimento revelou ao médico que o causador do mal era a bactéria "Yersinia pestis", que foi a mesma por trás da Peste Negra

Além disso, concluiu que o microorganismo podia ser transmitido entre seres humanos, o que contrariava o consenso da época. Os cientistas da época acreditavam que era apenas através do contato com pulgas ou ratos contaminados que as pessoas desenvolviam esse tipo de doença. 

Àquele ponto, porém, os chineses infelizmente não deram muitos ouvidos a Wu Lien-teh, depositando sua confiança, em vez disso, no médico francês Girard Mesny, que possuía uma reputação aclamada.

Quando Mesny foi vitimado pela praga, todavia, as recomendações sendo feitas pelo malaio afinal ganharam a atenção devida. Os eventos foram repercutidos também pela Superinteressante e El País. 

O médico desenvolveu uma máscara feita de algodão e gaze que seriam usadas pelos profissionais de saúde em contato com os doentes (e, posteriormente, disseminou a utilização da peça para o restante da população).

Ele destacou a necessidade de manter a higiene, criou 'postos' de quarentena e ainda foi capaz de convencer os chineses a cremarem seus mortos a fim de impedir novas infecções, prática funerária que sequer era vista com bons olhos pela cultura local.  

Fotografia de máscaras criadas pelo médico malaio / Crédito: Divulgação 

 

Sucesso 

Após quatro meses devastadores, durante os quais morreram cerca de 60 mil pessoas, a epidemia finalmente chegou ao fim, em grande parte graças aos esforços de Wu Lien-teh, que ficou conhecido posteriormente como o “pai da saúde pública da China” por esse e outros trabalhos. 

Wu recebeu também reconhecimento internacional, ganhando inclusive um Prêmio Nobel de Medicina em 1935 (vale dizer ainda que o médico foi o primeiro malaio indicado à premiação). Hoje, as medidas de Wu Lien-teh são uma parte indispensável da epidemiologia.


+Saiba mais sobre o tema por meio das obras disponíveis na Amazon 

1348 - A Peste Negra, de José Martino ( 2000) - https://amzn.to/2QekhTl

Epidemias No Brasil, Rodolpho Telarolli Junior (2003)  - https://amzn.to/2SktKdE

Epidemias no Brasil. Uma Abordagem Biológica e Social, Rodolpho Telarolli Junior (2013) - https://amzn.to/2PQHuLJ

HIV: Os 35 anos do boom da epidemia e a comunidade gay masculina, Fábio Germano de Oliveira (e-book) - https://amzn.to/34Om85L

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du