Curiosidades » Europa

Ereção espontânea: a bizarra história da vila irlandesa que teria sido afetada pela fumaça de uma fábrica de Viagra

"Basta um cheiro e você fica rígido", afirmou uma moradora local em entrevista de 2017

Fabio Previdelli Publicado em 05/12/2019, às 16h22 - Atualizado às 16h23

Imagem ilustrativa de uma fábrica expelindo fumaça
Imagem ilustrativa de uma fábrica expelindo fumaça - Getty Images

A pequena vila de Ringaskiddy, no condado de Cork, Irlanda, foi por muito tempo um povoado de pescadores. No entanto, durante o século 20, a cidade portuária se transformou em um grande centro de atividades industriais. Atualmente, ela se tornou a casa de grandes empresas como a GSK, a Novartis e a Pfizer.

Entretanto, a economia não foi a única coisa que mudou no local. A região também ganhou uma mística: a cidade seria afrodisíaca. Tudo começou entre o final dos anos 1990 e início dos anos 2000, quando a Pfizer, famosa por produzir pílulas do Viagra, se instalou por lá.

Desde então, os moradores dizem que ninguém mais precisa de medicamentos para combater os efeitos da disfunção erétil. Afinal, como eles garantem, a população está sempre sob o efeito da “fumaça do amor” que é expelida pela fábrica.

Algumas casas em Ringaskiddy / Crédito: Creative Commons

 

Além do mais, o cheirinho pra lá de especial seria capaz de causar ereções em todos que residem por ali. A peculiaridade, inclusive, teria se tornado um motivo de atração para novos turistas que, devido a toda a atmosfera diferenciada, acabavam ficando por lá.

Pelo menos foi isto que garantiu a bartender Debbie O'Grady em entrevista ao The Times em 2017. "Recebemos a ‘fumaça do amor’ há anos de graça. É incrível o número de pessoas que vêm a esta aldeia, talvez por curiosidade, e nunca mais vão embora”.

Por essa e outras Ringaskiddy ficou conhecida por sua “incrível vida sexual”. Quem comprova o apelido é a cabelereira Sadie, que declarou nunca ter ficado sozinha. “Eu sou uma mulher que gosta de flertar, assim como muitos por aqui”. Ela garante que homens “adoráveis” são muito fáceis de serem encontroados por lá.

Porém, as pessoas não seriam as únicas beneficiadas com a “fumaça do amor”. Segundo a irlandesa Fiona Toomey, até mesmo os cachorros “andam por aí em um estado de excitação sexual”.

Fabrica da Pfizer em Ringaskiddy / Crédito: Creative Commons

 

Apesar de não duvidar do poder afrodisíaco do local, ela questiona somente a forma de propagação dos efeitos do Viagra. Fiona acredita que não é a fumaça expelida pelas chaminés que causam o aumento da libido, mas todo o poder estaria na água que é consumida na vila. A moça pressupõe que o citrato de sildenafila, principal componente do remédio, está infiltrado no sistema de abastecimento da cidade.

Mas o que diz a Pfizer?

Apesar do mito de que a “fumaça do amor” cause ereções nos moradores, um porta-voz da Pfizer negou qualquer “efeito colateral” que poderia estar presente no ar após os relatos polêmicos em 2017. "Nossos processos de fabricação sempre foram altamente sofisticados, bem como altamente regulamentados", o que impediria qualquer manifestação fora do habitual em quem respira o ar de Ringaskiddy.


+ Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo.

As origens do sexo, Faramerz Dabhoiwala, 2012 - https://amzn.to/349HQS7

Sexo e destino (A Vida no Mundo Espiritual), Francisco Cândido Xavie, Andre Luiz, 2013 - https://amzn.to/2MN9SwR

A Profundidade dos Sexos. Por Uma Mística da Carne, Fabrice Hadjadj, 2017 - https://amzn.to/349uPIn

Prazeres e pecados do sexo na história do Brasil, Paulo Sérgio do Carmo, 2019 - https://amzn.to/2KK4CbL

Uma Breve História do Sexo, Claudio Blanc, 2010 - https://amzn.to/34b9WfR

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.