Curiosidades » Entretenimento

Especulações e briga na justiça: Veja o que aconteceu com a fortuna de Amy Winehouse

A herança da marcante cantora britânica teve uma saga conturbada nos tribunais

Penélope Coelho Publicado em 13/08/2020, às 12h29

Amy Winehouse no palco
Amy Winehouse no palco - Wikimedia Commons

Em 23 de julho de 2011, o mundo perdeu uma das maiores cantoras da nova geração, conhecida por sua voz marcante, maquiagem e cabelos imponentes. Polêmicas e vícios que a deterioraram com os anos também fizeram parte da carreira de Amy Jade Winehouse, que entrou para as estatísticas dos artistas que faleceram aos 27 anos de idade.

Antes de seu triste fim, Amy deu vida a canções icônicas como Rehab e Back to Black. Fazendo muitos shows, a intérprete lançou discos, ganhou cinco Grammy’s — o maior prêmio da música — e fez uma legião de fãs ao redor do mundo. Consequentemente, a mulher era dona de uma verdadeira fortuna. Mas, para quem ficou o dinheiro de Amy?

Amy em 2004 / Crédito: Wikimedia Commons

 

O destino

De acordo com informações do tabloide The Sun e da reportagem publicada pelo portal de notícias G1, um ano após a morte da cantora, a herança de Winehouse era avaliada em 3,5 milhões de euros. A britânica chegou a ter um patrimônio avaliado em pouco mais de 5 milhões de euros, contudo, teve que arcar com algumas dívidas e impostos.

Na época de sua morte repentina, a artista não havia deixado nenhum testamento, por isso, sua fortuna foi encaminhada para seus familiares mais próximos. Logo, o polêmico ex-marido da cantora, Blake Fielder-Civil, não teria o direito de receber nada que viesse de sua ex-mulher. O dinheiro foi administrado pelo pai de Amy, Mitch Winehouse, que também tem o nome envolvido em polêmicas sobre sua conduta em relação à filha.

Porém, em maio de 2013, dois anos após a morte da jovem, a herança de Amy voltou a pautar os tabloides. De acordo com reportagem publicada pelo jornal The Mirror, com republicação no portal de notícias UOL, quase todo o dinheiro da artista já havia sido gasto.

De acordo com a publicação, a família da mulher desembolsou uma boa parte de todo o dinheiro no pagamento de dívidas e a quantia que sobrou foi a de US$ 280 mil dólares. Seus pais tiveram que fazer um empréstimo de quase um milhão de dólares, a fim de cobrir os custos administrativos do legado da cantora.

Após a morte de Amy, a venda de seus discos cresceu consideravelmente, o que gerou uma cerca polêmica na época. Ao The Mirror, a fonte afirmou que a cantora havia deixado despesas que incluíam honorários de advogados, pagamento de hipotecas, impostos e afins, o que justificaria os gastos. 

Amy canta durante apresentação em Florianópolis, SC, em 2011 / Créditos: Wikimedia Commons

 

Brigas

Em meio a tudo isso, havia uma figura que não estava nenhum pouco contente com a situação: tratava-se de Blake. Oito anos após a morte de Amy, o homem decidiu entrar na justiça exigindo uma grande quantia de dinheiro.

De acordo com reportagem publicada pelo site Observatório de Música em julho de 2019, o ex-marido da cantora entrou com um pedido para receber cerca de 1 milhão de libras pela herança da cantora.

Na época, Fielder-Civil afirmou que também gostaria de receber uma pensão mensal, que deveria ser paga a ele com o dinheiro de Winehouse. A família da artista, por sua vez, reiterou que Blake não merece e também não tem direito a nada que venha de Amy.

Entre polêmicas, desconfianças e brigas na justiça, mesmo após seu falecimento Amy não teve paz. Se algo bom surgiu disso tudo, foi a instituição de caridade criada por seu pai em memória da inesquecível cantora, a Amy Winehouse Foundation.

O local instalado na Inglaterra e no País de Gales ajuda jovens que enfrentam problemas com vício em álcool e drogas. A instituição já ajudou milhares de desfavorecidos, desde sua criação em setembro de 2011.


+Saiba mais sobre música por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

O livro da música clássica, de Vários Autores (2019) - https://amzn.to/2CllAfA

Como Ouvir e Entender Música, de Aaron Copland (2017) - https://amzn.to/3gPQJa8

Falando de música, de Leandro Oliveira (2020) - https://amzn.to/3fSuiQi

Amy: Minha filha, por Mitch Winehouse (2012) - https://amzn.to/31yGv7H

Amy Winehouse: A Life Through a Lens, por Darren Bloom e Elliot Bloom (2016) - https://amzn.to/3fAceKt

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W