Coronavírus » Brasil

Filhos perdem pai e mãe para a Covid-19 com apenas dois dias de diferença

No sábado, 03, a família foi abalada pela notícia da morte de Dona Francisca enquanto ainda voltava do enterro de Seu Antônio

Pamela Malva Publicado em 05/04/2021, às 13h00 - Atualizado às 13h01

Fotografia de Dona Francisca ao lado de seu esposo, Antônio Ferreira
Fotografia de Dona Francisca ao lado de seu esposo, Antônio Ferreira - Divulgação/Arquivo Pessoal

Para o cabeleireiro Demir Nunes, do Distrito Federal, o último final de semana foi marcado por um luto profundo. Isso porque, segundo o G1, ele perdeu tanto o pai, quando a mãe, em apenas dois dias, ambos vítimas do Coronavírus.

"Não têm palavras para descrever a dor. Perder os dois de uma vez é uma dor gigantesca. Essa doença não é brincadeira”, comentou o homem de 40 anos, que recebeu a notícia da morte da mãe pouco tempo depois do enterro do pai.

Francisca Leite Nunes, de 65 anos, e Antônio Ferreira Nunes, de 67, estavam juntos há 40 anos e enfrentavam a Covid-19 ao mesmo tempo. No dia 1º de abril, contudo, o idoso foi vítima de complicações da doença, mesmo após se recuperar. Enquanto isso, sua esposa esperava por um leito na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

"Quando estávamos no cemitério, a médica ligou e disse que minha mãe tinha sofrido uma parada cardíaca”, lembrou Demir. “Quando chegamos em casa, ela ligou falando que minha mãe tinha falecido". Dona Francisca estava internada no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), mas não resistiu, falecendo no sábado, dia 03.

Por fim, ainda de acordo com o cabeleireiro, Francisca e Antônio nasceram no Maranhão e, juntos, tiveram mais três filhos além de Demir. Dias antes, a família já havia sido abalada pela morte de uma tia, que também foi vítima da Covid-19.

Sobre a Covid-19

De acordo com as últimas informações divulgadas pelos órgãos de saúde, atualmente, o Brasil registra mais de 12,9 milhões de pessoas infectadas, e as mortes em decorrência da doença já chegam em 331.530 no país.

Em 1º de dezembro de 2019, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro deste ano.  

De lá pra cá, a doença já infectou 132.098.128 pessoas ao redor do mundo, totalizando cerca de 2,868,895 mortes.