Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Desventuras / História

Se Hitler governou o 'Terceiro Reich', o que foram os outros dois?

Os 'Reichs' denominam períodos da história alemã; entenda

Éric Moreira, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 26/06/2022, às 10h00 - Atualizado em 05/08/2022, às 10h00

Adolf Hitler foi o ditador do Terceiro Reich da Alemanha - Getty Images
Adolf Hitler foi o ditador do Terceiro Reich da Alemanha - Getty Images

O chamado 'Terceiro Reich Alemão' foi um período histórico marcado pelo governo controlado por Adolf Hitler e o Partido Nazista. O termo 'reich' significa literalmente 'império' ou 'reino' em português, e a ideia do ditador da Alemanha Nazista ao utilizar o termo era de legitimá-la como sucessora digna dos grandes impérios germânicos.

Mas afinal, você conhece esses grandes impérios anteriores? Veja a seguir como se deram os 'Reichs' alemães:

1º Reich (962 - 1806)

O Primeiro Reich, ou Primeiro Império Alemão, foi o chamado Sacro Império Romano-Germânico, que foi o mais longo dos três, se estendendo de 962 à 1806. O Império surgiu com o monarca Oto I — também chamado de 'Oto, o Grande'.

Representação de Oto, o Grande
Representação de Oto, o Grande / Foto por AndreasPraefcke pelo Wikimedia Commons

Primeiramente, é necessário entender a escolha do nome do 'Reich': o termo 'sacro', que tem origem do latim e pode ser entendido como 'sagrado', existe pois, neste período, era o Papa quem coroava o Imperador, de forma que a Igreja tinha enorme poder.

Além disso, o termo 'romano' existe, mas o Império nunca chegou a dominar Roma: o nome foi escolhido em homenagem a todas as glórias que o Império Romano teve no continente europeu, e era organizado, por isso, de acordo com os mesmos modelos. Já o termo 'germânico' referencia diretamente ao povo que o Império representava e descendia.

O centro do Sacro Império Romano-Germânico se localizava justamente onde atualmente se encontra o território alemão, mas seu domínio se extendia desde a atual Polônia até a Bélgica. Uma das famílias reais que governou e que merece destaque é a casa dos Habsburgo, que teve poder tão amplo a ponto de chegar até a governar o Império Espanhol.

O fim do Primeiro Reich chegou em 1806, quando Napoleão Bonaparte, que havia sido recém-coroado imperador francês, expandiu todo o seu Império, como todos conhecemos, e acabou por implodir o Império Germânico.

2º Reich (1871 - 1918)

Após a dissolução do Sacro Império Romano-Germânico, já em 1815, a influência francesa no território era fraca. Com isso, as nações provenientes do Primeiro Reich, de língua alemã, logo visaram a reunificação dos territórios, a partir de ideais nacionalistas.

No entanto, duas vertentes de unificação surgiram: a 'Grande Alemanha', que incluía a Áustria, e a 'Pequena Alemanha', preferida pela Prússia, que excluía a Áustria. Em 1862, Otto von Bismarck, um nobre prussiano, tornou-se Primeiro Ministro da Prússia, que iniciou uma política de unificação para formação da 'Pequena Alemanha'.

Otto von Bismarck, conhecido também como 'O Chanceler de Ferro'
Otto von Bismarck, conhecido também como 'O Chanceler de Ferro' / German Federal Archives, Domínio Público

Após conflitos vencidos, no entanto, inclusive com ajuda da Áustria, ocorreu uma disputa entre a Prússia e a Áustria pela anexação de alguns territórios. Com isso, teve início a Guerra Austro-Prussiana, em 1866, que fez da Áustria e da Prússia rivais, sendo a segunda um império próprio, quase tão grande quanto o antigo Sacro Império Romano-Germanico. Mas o que isso tem a ver com o Segundo Reich?

Em 1870 a Prússia entrou em conflito com a França, impactando na Guerra Franco-Prussiana, que culminou na vitória da Prússia. Após isso, o nome do Império foi alterado para 'Império Alemão', sendo o título de Imperador Alemão atribuído a Guilherme I, rei da Prússia, e se tornou uma das maiores potências mundiais, recebendo até mesmo territórios em outros continentes e, assim, se tornando um império ultramarino.

No entanto, apesar de ter se expandido consideravelmente, o Segundo Reich durou bem menos: 50 anos. Seu fim se deu pois os dirigentes do país passaram a optar pelo militarismo e um enfrentamento direto a seus opositores, o que bateu de frente com a Primeira Guerra Mundial

Com a derrota na Primeira Guerra, a Alemanha perdeu também diversos de seus territórios em outros países e passou a enfrentar grande crise política, social e econômica, o que levou ao fim do Reich, em 1918.

3º Reich (1933 - 1945)

Em uma Alemanha que sofria ainda com as consequências da Primeira Guerra, novamente o discurso nacionalista ganhou força, dessa vez vindo de Adolf Hitler e o Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães, mais conhecido somente como Partido Nazista.

Adolf Hitler, ditador alemão durante a Alemanha Nazista
Adolf Hitler, ditador alemão durante a Alemanha Nazista / German Federal Archives, Domínio Público

Uma figura extremamente populista, Hitler obteve grande poder político eventualmente, e passou a chamar seu governo de Terceiro Reich, se tornando um dos ditadores que mais marcou a história da humanidade até os dias de hoje. Vale ressaltar ainda a referência constante ao antigo Império Romano no Terceiro Reich, com a utilização de águias e estratégias militares similares às antigas.

O Terceiro Reich foi o responsável pela Segunda Guerra Mundial, e teve seu fim em 1945, com a derrota da Alemanha Nazista.

Desventuras

O papel das mulheres no nazismo é tema do podcast 'Desventuras'. Com narração de Vítor Soares, professor de História e idealizador do podcast 'História em Meia Hora', o episódio relembra como o Terceiro Reich enxergava as mulheres.