Notícias » EUA

Aos 100 anos, tataravó entra para o Guinness por levantamento de peso

Hobby começou quando ela tinha 91; hoje Edith Muray-Traina é capaz de levantar até cerca de 75 quilos

Giovanna Gomes sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 10/08/2021, às 07h55

A americana Edith Muray-Traina é a nova recordista do Guinness
A americana Edith Muray-Traina é a nova recordista do Guinness - Divulgação/Youtube/Guinness World Records

A levantadora de peso americana Edith Murway-Traina é o mais novo destaque do Guinnes World Records. Aos 100 anos de idade e já tataravó, ela é a pessoa mais velha a competir pela categoria, conforme informações do UOL. No passado, ela atuou como dançarina e como professora de dança.

Segundo o site do livro dos recordes, a idosa vive na cidade de Tampa, na Flórida, e é capaz de levantar até cerca de 75 quilos, além de que suporta um supino de quase 30 quilos.

Esbanjando saúde, Murway-Traina afirma não ter mais espaço em sua casa para guardar o grande número de troféus que ela ganhou nas várias competições de levantamento de peso das quais já participou.

Mas engana-se quem pensa de Edith sempre treinou para isso. Na verdade, tudo começou como um hobby, quando ela tinha 91 anos. Na época, ela viu colegas da academia levantando peso e decidiu fazer o mesmo.

"Enquanto eu observava aquelas garotas fazendo suas coisas, pensei que também deveria pegar algumas barras, e assim eu o fiz", lembou a recordista, de acordo com o Guinness.

"Descobri que estava gostando e me desafiando a ficar um pouco melhor. Em pouco tempo, eu fazia parte da equipe", finalizou.

Durante a pandemia de covid-19, Edith teve de dar uma pausa em seus treinos. Hoje, no entanto, ela afirma estar muito animada para voltar à rotina com seu treinador e também para competir muito em breve. "Espero que em novembro eu receba outro troféu com muitos aplausos".