Notícias » Honduras

Homem aparece vivo após família ter realizado seu funeral em Honduras

Uma mulher pensou ter encontrado o corpo de seu marido, que estava desaparecido; dias depois, o homem chegou em casa vivo

Giovanna Gomes Publicado em 09/01/2021, às 09h30

Julio Sarmiento ficou desaparecido durante vários dias
Julio Sarmiento ficou desaparecido durante vários dias - Divulgação

Em Honduras, uma mulher foi informada que seu esposo havia morrido de Covid-19. De luto, ela e a família velaramJulio Sarmiento, que estava desaparecido. No entanto, quatro dias depois, o "morto" voltou para casa, para o espanto de todos. A suposta morte de Julio foi dada no Hospital de Occidente, na cidade de San Nicolás. 

Segundo informações dads pelo jornal local La Prensa, Victoria Sarmiento, procurou por seu marido, um homem de 65 anos, durante vários dias, uma vez que desapareceu após ter saído para trabalhar e não dado mais notícias.

Foi uma longa procura até que, no dia 30 de dezembro, ela foi até um hospital a 50 km de onde vive. Lá, a equipe médica checou os documentos de Julio e disse à mulher que ele havia morrido de Covid-19. Em seguida, entregaram o corpo para que fosse velado.

Contudo, quatro dias após o funeral, o verdadeiro Julio apareceu em casa, para espanto de Victoria. Ele estava muito machucado após ter caído em um descampado em Trinidad, uma cidade vizinha. Sem conseguiu sair de lá, o homem passou todos aqueles dias sem se alimentar ou beber água, até que finalmente foi encontrado e levado para casa.

Agora, a esposa, que afirma ter gastado cerca de 10.500 lempiras (em torno de 2,3 mil reais) com as despesas do funeral, busca conseguir um reembolso.

O diretor do hospital, Juan Carlos Cardona, no entanto, afirma que foi a própria mulher quem cometeu o erro. "O protocolo do comitê emergencial do município é deixar os mortos de covid-19 em frigoríficos por seis dias caso um membro da família apareça. A esposa apareceu, trouxe os documentos dele, reconheceu o corpo e disse que era seu marido", declarou.

A instituição também alega que um dos filhos do casal ligou para para a equipe no meio do funeral questionando se o homem que estavam enterrando era de fato Julio, mas a família resolveu continuar com o enterro mesmo com a dúvida.