Notícias » Arqueologia

Pesquisa revela informações surpreendentes sobre alimentação durante a Idade da Pedra

A dieta dos caçadores-coletores ibéricos mostrou-se diferente do que se pensava

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 01/04/2021, às 08h00

Um dos crânios analisados no estudo
Um dos crânios analisados no estudo - Divulgação/Joaquim Soler

Um novo estudo publicado na revista científica Journal of Human Evolution mudou a visão de pesquisadores sobre a dieta seguida por caçadores-coletores que viveram no sul da Europa durante a Idade da Pedra, há mais de 27 mil anos. 

Por meio de análises realizadas em um estudo isotópico de fósseis de pessoas encontrados nas cavernas Serinyà, na Catalunha, foi possível determinar a alimentação desses indivíduos. As informações foram repercutidas pelo portal Live Science.

A principal descoberta da equipe liderada por Dorothée Drucker, da Universidade de Tübingen, foi que, ao contrário do que se pensava, a dieta não era composta por peixes, mas por alimentos mais facilmente disponíveis na região habitada.

Escavação realizada para o estudo / Crédito: Divulgação/Joaquim Soler

 

Segundo o estudo, os caçadores-coletores que viveram na Península Ibérica durante o período se alimentavam de plantas e animais terrestres, principalmente. Os maiores exemplos foram coelhos, veados e cavalos. 

“Parece que havia pouca pesca em algumas populações daquela época, mesmo perto das regiões litorâneas. Aparentemente, mesmo neste clima frio, o ambiente terrestre era produtivo o suficiente para sustentar as pessoas”, explicou Drucker à Live Science.

Na Europa Central, por exemplo, as análises revelaram que as pessoas comiam mamutes, enquanto na Grã-Bretanha, o prato principal quase sempre era cavalo ou rena. Ainda assim, foi possível identificar vestígios de frutos do mar em ossos encontrados nas regiões onde hoje estão França e Itália. 

Para a líder da pesquisa, o estudo conseguiu demonstrar um novo aspecto sobre o estilo de vida e dieta dos indivíduos que viveram durante a Idade da Pedra. Ela afirma que o conhecimento sobre esse período está sendo sempre adquirido por novas análises.