Notícias » Arte

Pintura barroca pendurada durante 60 anos em Bruxelas é autêntica

O quadro permaneceu durante décadas no local; anteriormente, acreditava-se que a obra era somente uma cópia

Penélope Coelho Publicado em 09/12/2020, às 10h35

Especialistas analisando a obra de Jacques Jordaens
Especialistas analisando a obra de Jacques Jordaens - Divulgação/Royal Museums of Fine Arts of Belgium

De acordo com informações publicadas nesta quarta-feira, 9, pela BBC, uma pintura que esteve pendurada durante 60 anos em uma sala da prefeitura de Bruxelas, foi autenticada como uma obra barroca original do artista belga Jacques Jordaens.

A pintura em questão é a versão mais antiga de uma das obras mais famosas do pintor, intitulada Sagrada Família (1617-1618). Anteriormente, acreditava-se que o quadro que estava na prefeitura, era somente uma cópia do original, contudo, os especialistas chegaram à conclusão que aquele era um esboço feito por Jordaens.

A Sagrada Família (1617 - 1618), de Jacques Jordaens / Crédito: Divulgação/Royal Museums of Fine Arts of Belgium

 

A resposta veio através da análise realizada no painel de madeira que enquadrava a pintura. Os pesquisadores revelaram que o material utilizado no painel pertencia à mesma árvore que Jacques usou para outras molduras em suas obras. 

 Especialista analisando a madeira / Crédito: Divulgação/Royal Museums of Fine Arts of Belgium

 

Para Joost Vander Auwera, curador do Royal Museums of Fine Arts of Belgium (RMFAB) a descoberta permite uma datação mais precisa das primeiras pinturas do artista barroco, além de fornecer também uma “melhor compreensão da gênese material das versões posteriores da pintura”. Sabe-se que o quadro original poderá ser visto pelo público no final de 2021, em exposição no RMFAB.