Moda com História » Entretenimento

O curioso pedido de Gisele Bündchen em 'O Diabo Veste Prada'

A modelo teve uma participação especial no filme, porém apenas após ter uma certa condição atendida

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 15/12/2021, às 17h38

Cena de Gisele no filme
Cena de Gisele no filme - Divulgação/ 20th Century Fox

Embora tenha sido lançado em 2006, o filme "O Diabo Veste Prada" é repleto de cenas e detalhes icônicos que são lembrados e discutidos pelos fãs da premiada produção até os dias atuais. 

Um dos muitos aspectos curiosos do longa é que ele conta com a presença de uma supermodelo em seu elenco, a brasileira Gisele Bündchen, o que sem dúvida é apropriado no contexto de uma história focada no mundo da moda. 

Contratada por acaso

Gisele foi convidada para o filme por sua roteirista, Aline Brosh, durante uma viagem de avião. Ela encontrou a modelo no local por acaso, e aproveitou a oportunidade para falar sobre o projeto e fazer sua proposta. 

De acordo com informações reveladas por ambas em uma entrevista de 2021 à Entertainment Weekly, a princípio a brasileira afirmou não estar interessada em um papel, argumentando que não sabia atuar, porém eventualmente concordou. 

Ela só tinha uma condição para participar de 'O Diabo Veste Prada': não queria interpretar uma modelo. Foi, inclusive, Bündchen que sugeriu que poderia ser uma assistente. Esse é justamente o papel que acabou assumindo na produção, em que viveu "Serena", uma das funcionárias da Runaway, a revista de moda fictícia retratada na história. 

E Anna Wintour?

"Ela [Wintour] é uma pessoa mais reservada, mas sempre foi muito gentil comigo", contou Gisele ao veículo a respeito da magnata. 

"Eu acho que ela amou o filme. Quer dizer, eu ficaria bem feliz se a Meryl Streep me interpretasse!", opinou a modelo em relação à possível opinião da manda-chuva da Vogue a respeito do longa.

O livro no qual o filme é baseado, que possui o mesmo nome da obra cinematográfica, é autobiográfico, isto é, relata experiências reais vividas por sua autora, Lauren Weisberger.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Anna Wintour (@wintourworld)

 

O fato dela ter mudado o nome dos personagens e da revista de moda presentes no enredo não faz muita diferença na prática — os locais e pessoas sendo referenciados são bem claros, especialmente para aqueles que pertencem ao universo da moda.