Matérias » Crimes

Assassinato na Casa Gucci: A bizarra morte de Maurizio Gucci

Em 1995, o então chefe da empresa foi surpreendido e morto por quatro tiros, furiosamente encomendados por sua ex-esposa, a socialite Patrizia Reggiani

Isabela Barreiros Publicado em 27/10/2020, às 18h35

Maurizio Gucci, neto do fundador da marca Gucci
Maurizio Gucci, neto do fundador da marca Gucci - Divulgação/Youtube/RAI

Quando você escuta o nome ‘Gucci’, provavelmente pensará na grife italiana considerada uma das maiores marcas na moda nos dias de hoje. O crescimento contínuo da Gucci no mercado de luxo fez com que uma de suas maiores polêmicas fosse temporariamente colocada embaixo dos tapetes. 

O filme do diretor Ridley Scott, no entanto, pretende trazer a história chocante para os olhos do público novamente. Contando com Robert De Niro, e Lady Gaga no protagonismo, a produção passou por um atraso devido ao período de isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus.

Ainda assim, o longa-metragem inspirado no livro de Sarah Gay Forden, A Casa de Gucci: Uma história sensacional de assassinato, loucura, glamour e ganância (2000), está com data de estreia prevista para 24 de novembro de 2021. Na manhã do dia 27 de março de 1995, Maurizio Gucci, então chefe da empresa, foi surpreendido por quatro tiros, encomendados por sua ex-esposa, Patrizia Reggiani.

Parecida com Elizabeth Taylor

O casamento / Crédito: Divulgação/Youtube/RAI

 

Uma festa da elite de Milão, na Itália, pode ser considerada um dos melhores lugares para se conhecer pessoas. Maurizio Gucci e Patrizia Reggiani tinham 20 anos, muito dinheiro e um interesse mútuo um no outro assim que se avistaram no evento limitado para os ricos. 

Quem percebeu primeiro a existência do outro foi o neto do fundador da Casa Gucci, que começou como uma produção familiar em 1921 na cidade de Florença. Ele teria perguntado a um amigo: “Quem é aquela linda garota vestida de vermelho que se parece com Elizabeth Taylor?”.

O que começou naquela noite consolidou-se em 1972, quando os dois se casaram e pareciam ser um belo e feliz casal. A coisa toda, porém, não durou muito tempo: em 1985, eles decidiram se divorciar, mas a verdade é que o processo foi tão complexo que chegou a durar pelo menos uma década. 

Durante esse período, a relação entre os dois se tornou cada vez mais conturbada. Segundo a própria Reggiani em entrevista ao programa Storie Maledette, o matrimônio acabou porque o marido a abandonou repentinamente. Em vez de seguir o roteiro de uma viagem de trabalho a Florença, o homem nunca mais voltou. 

Depois disso, em 1992, a mulher teve que passar por uma cirurgia delicada após descobrir que possuía um tumor no cérebro. De volta à programação da TV, ela disse que o ex-esposo não foi visitá-la e não prestou nenhuma ajuda no momento sensível. Tudo isso piorou quando ela descobriu que Gucci estava namorando com uma mulher 10 anos mais nova que ela.

Ciúmes?

Patrizia Reggiani / Crédito: Divulgação/Youtube/RAI

 

Embora o relacionamento com Paola Franchi pudesse ter sido o estopim para a raiva que crescia em Reggiani, em uma entrevista ao The Guardian, ela explicou que seu maior medo era que suas filhas tivessem que dividir a herança. 

“Eu estava brava com Maurizio por muitas, muitas coisas naquela época. Mas acima de tudo, isso. Perder os negócios da família. Isso foi estúpido. Foi um fracasso. Ele não deveria ter feito isso comigo”, disse a mulher.

Esse rancor e ódio ao ex-marido era muito conhecido por todos. Na já mencionada conversa no Storie Maledette, ela disse: “Eu tenho que admitir que por um tempo, eu realmente queria me livrar dele. Eu queria fazer isso e por isso andava pedindo às pessoas que o fizessem. Mas minhas intenções terminaram aí — uma mera obsessão, um mero desejo. Que esposa nunca disse: 'Eu mataria aquele cara?'”

O homicídio de Gucci, no entanto, não permaneceu apenas no campo da imaginação. Em 1995, ele foi surpreendido por quatro tiros dados por um assassino de aluguel, e todas os dedos apontavam para sua ex-esposa que guardava para ele um espaço especial em sua lista de pessoas desprezadas.

Julgamento da ‘Viúva Negra’

Embora ela fosse a principal suspeita de ordenar o assassinato de Maurizio, faltavam provas para comprovar seu envolvimento. O caso ficou aberto por dois anos, mas uma nova investigação fez com que ela fosse, finalmente, condenada — juntamente a outros personagens.

Em 8 de janeiro de 1997, a polícia recebeu um telefonema anônimo que informava que havia escutado um porteiro noturno de hotel se gabar de ter recrutado um assassino de aluguel para o famoso empresário. Tratava-se de Ivano Savioni e Benedetto Ceraulo, supostamente responsável por realizar o crime.

A ponte entre Reggiani e o assassinato era ainda mais longa: pelo que se sabe, foi sua amiga e vidente Giuseppina Auriemma quem contatou o porteiro. Ele, por sua vez, negociou a morte com Orazio Cicala, que contratou o homicida e foi o motorista de fuga da cena do delito.

Todos eles foram condenados e presos. Naquele ano, Reggiani e Cicala receberam sentenças de 29 anos cada, e Savioni e Auriemma foram condenados a uma pena de 26 e 25 anos, respectivamente. Nenhum deles passou pela condenação inteira, sendo liberados antes do previsto.

Em 2013, a mulher saiu da prisão e disse em entrevista ao jornal Il Giornale: “Naquela época [1995], eu estava convencida de que uma criatura como ele [Maurizio] não merecia viver. Por quê? Nunca contarei”.


+Saiba mais sobre temas relacionados por meio das obras disponíveis na Amazon

Psicopata Americano, de Bret Easton Ellis (2020) - https://amzn.to/34yE1t1

Serial Killers - Anatomia do Mal: Entre na mente dos psicopatas, de Harold Schrechter (2019) - https://amzn.to/39YVlGK

De frente com o serial killer, de Mark Olshaker e John E. Douglas (2019) - https://amzn.to/2UX47R4

Lady Killers: As mulheres mais letais da história, de Tori Telfer (2019) - https://amzn.to/3c7BoPb

Mindhunter: O Primeiro Caçador de Serial Killers, de John Douglas e Olshaker Mark (2017) - https://amzn.to/2xccb7L

Ted Bundy: Um Estranho ao Meu Lado, de Ann Rule (2019) - https://amzn.to/3cauuc9

Confession of a Serial Killer: The Untold Story of Dennis Rader, the BTK Killer, Katherine Ramsland (2016) - https://amzn.to/2RW9vSe

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W