Coronavírus » Inglaterra

Ataque racista: estudante de Cingapura é agredido por conta do Coronavírus

Acadêmico da Universidade College London foi atacado enquanto andava pela Oxford Street

Fabio Previdelli Publicado em 03/03/2020, às 15h30

Foto de Jonathan Mok
Foto de Jonathan Mok - Divulgação

Jonathan Mok, um estudante de Cingapura, alegou que foi alvo de um ataque racista por um grupo de homens enquanto andava pela Oxford Street, importante centro de compras na capital londrina.

Segundo Mok, os homens teriam gritado: "Não queremos o seu coronavírus no nosso país", antes de partirem para as vias de fato. O estudante ainda disse que ouviu gritos de “coronavírus” e que, quando foi confrontar o grupo, acabou sendo atacado.

Acadêmico da Universidade College London, Jonathan relatou com mais detalhes a agressão em sua página pessoal do Facebook — o post rapidamente viralizou. Ele diz que foi atacado por volta das 21h15 (do horário local) cerca da estação de metro Tottenham Court Road.

Conforme explica no post, ele disse que foi pego de surpresa pelo grupo. "De repente, o primeiro soco acertou meu rosto e me pegou de surpresa". Ele ainda relatou que seu rosto estava "explodindo de sangue" e que a situação o deixou “atordoado e chocado".

O estudante alega quer o surto de coronavírus está sendo usado como um pretexto para o "aumentar o ódio por pessoas diferentes deles". "Acho que é uma pena que essas experiências manchem a imagem desta bela cidade com tantas pessoas legais".

Segundo a Polícia Metropolitana de Londres, o caso está sendo tratado como um ataque com “agravantes raciais”. Até o momento, nenhuma prisão foi feita.