Coronavírus » Pandemia

Estudo que contraria Bolsonaro, ao defender isolamento horizontal, é retirado do ar pelo Exército

A pesquisa foi publicada na quinta-feira, 2, e está fora do ar desde a última segunda-feira

Vanessa Centamori Publicado em 08/04/2020, às 10h03

Soldados do exército brasileiro
Soldados do exército brasileiro - Divulgação / Facebook / Exército Brasileiro

Segundo informou a Folha de S. Paulo, o site do Centro de Estudos Estratégicos do Exército (CEEEx) publicou na última quinta-feira, dia 2 de abril, um estudo que defende a importância do isolamento horizontal. No entanto, desde segunda, dia 6, o endereço da web está fora do ar. 

A suspensão do site ocorreu após o Presidente Jair Bolsonaro defender a prática do isolamento vertical, que prevê apenas que idosos e outras pessoas do grupo de risco entrem em afastamento contra o coronavírus.

O isolamento horizontal, por outro lado, é um método que engloba todas as pessoas e é o mais recomendado por especialistas da saúde e pela OMS (Organização Mundial de Saúde). O estudo, que defendia esse tipo de isolamento, era entitulado "Crise Covid-19 Estratégias de transição para normalidade".

Foto ilustrativa de soldado com máscara durante crise do coronavírus / Crédito: Divulgação / Facebook / Exército Brasileiro 

 

A pesquisa foi divulgada pela imprensa pela primeira vez no último domingo, dia 5 de abril, um dia antes de ser retirada do ar. A divulgação do estudo foi feita pelo jornalista Rubens Vicente, do UOL. 

Em resposta à retirada da pesquisa, o Exército disse a Folha de S.Paulo que "o endereço eletrônico encontra-se em manutenção". Já o CEEEx afirmou que "o site está em manutenção, ainda sem previsão de retorno. Nossa equipe está trabalhando para colocá-lo no ar novamente". 

O veículo também solicitou que o Exército fornecesse o estudo por e-mail, mas o pedido foi negado. O documento, hoje indisponível, dizia que "há um consenso mundial, entre os especialistas em saúde, de que o isolamento social seja a melhor forma de prevenção do contágio, especialmente o horizontal, para toda a população".