Coronavírus » Inglaterra

Furto milionário: museu fechado por coronavírus é roubado na Inglaterra

A galeria de Imagens da Igreja Cristã na Universidade de Oxford foi invadida por assaltantes no último final de semana

Fabio Previdelli Publicado em 19/03/2020, às 08h00

Montagem com os três quadros que foram roubados
Montagem com os três quadros que foram roubados - Creative Commons

Com a pandemia do coronavírus, muitos locais estão suspendendo suas atividades para evitar a propagação da enfermidade. Se já não bastasse o prejuízo pela falta de público, a Galeria de Imagens da Igreja Cristã na Universidade de Oxford, na Inglaterra, também foi alvo de outro ato que causou uma grande perda na parte orçamentária.

Isso porque, no último final de semana, ladrões roubaram três obras de seu acervo — que foram avaliadas em 12 milhões de dólares, algo em torno dos R$60 mil reais. Os quadros furtados foram: A Rocky Coast, de Salvator Rosa; A Soldier on Horseback, de Anthony Van Dyck, e A Boy Drinking, de Annibale Carracci.

As pinturas foram produzidas entre os séculos 16 e 17. Até agora, a polícia britânica ainda não identificou como os ladrões conseguiram obter acesso à pequena galeria, conhecida internacionalmente por sua coleção.

As autoridades locais estão apelando para possíveis testemunhas por quaisquer pistas que possam ajudar com sua investigação. “As obras de arte ainda não foram recuperadas, mas uma investigação minuciosa está em andamento para encontrá-las e levar os responsáveis ​​à justiça", disse o policial Thames Valley em um comunicado à imprensa.