Coronavírus » Pandemia

Governo chinês disponibiliza primeira patente da vacina para o coronavírus no país

De acordo com a mídia estatal da China, a aprovação foi liberada para a empresa CanSino

Penélope Coelho Publicado em 17/08/2020, às 10h23 - Atualizado às 10h24

Imagem ilustrativa de vacina
Imagem ilustrativa de vacina - Pexel

No último domingo, 16, através de um anúncio no jornal estatal Diário do Povo, foi revelado que a China liberou sua primeira patente da vacina para o novo coronavírus. As informações são da agência de notícias Reuters e publicadas pelo G1.

De acordo com a reportagem, a publicação do jornal estatal mostra documentos da Administração Nacional de Propriedade Intelectual da China, que revelaram que o registro foi concedido no dia 11 de agosto. A escolhida foi a vacina da empresa farmacêutica chinesa, CanSino.

Chamada de Ad5-nCoV, a vacina é uma das principais candidatas advindas da China para a contenção da Covid-19. Em julho, a empresa havia anunciado a pretensão de lançar estudos da fase três de imunização no Brasil, Chile, Rússia e Arábia Saudita.

No mês passado, especialistas da CanSino afirmaram que a vacina era segura. A Coronavac, da empresa Sinovac, é outra candidata da vacina chinesa para o novo coronavírus e já está em fase de testes no Brasil.

Coronavírus na China

De acordo com as últimas informações divulgadas pelos órgãos de saúde, a China conta com 84.849 mil casos de infecção pela Covid-19, 79.603 mil recuperados e 4.634 mil vítimas fatais.