Coronavírus » Pandemia

Na Tailândia, médico legista morre após contrair Covid-19 de um cadáver, afirma periódico

Essa é a primeira vez que uma pessoa se contamina depois de ter contado com um morto infectado

Fabio Previdelli Publicado em 15/04/2020, às 12h40

Imagem ilustrativa de um cadáver
Imagem ilustrativa de um cadáver - Getty Images

Um médico legista que trabalhava em Bancoc, na Tailândia, morreu após contrair a Covid-19 de um cadáver. O caso foi noticiado pelo periódico especializado Jornal of Forensic and Legal Medicine. O relato não informa o nome e nem a idade da vítima.

"Pelo que sabemos, este é o primeiro caso de infecção e morte por Covid-19 de um médico legista", relataram os pesquisadores Won Sriwijitalai, do RVT Medical Center of Bankok, e Viroj Wiwanitkit, da DY Patil University of India.

Antes desse caso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) já havia declarado que "até o momento, não há evidências de pessoas que tenham sido infectadas pela exposição aos corpos de pessoas que morreram de covid-19”, embora reconhecesse a necessidade do equipamento de proteção individual para os profissionais que fossem manusear um cadáver.

Apesar do ineditismo, os pesquisadores dizem que “existem poucas chances” de legistas terem contato com pacientes infectados, mas alerta que eles “podem ter contato com amostras biológicas e cadáveres”.

"Atualmente, não há dados sobre o número exato de cadáveres contaminados com covid-19, uma vez que não é rotina examinar o covid-19 em cadáveres na Tailândia”. Por conta disso, os especialistas recomendam algumas proteções: como o uso de equipamentos de proteção. “O procedimento de desinfecção usado nas salas de operação também pode ser aplicado em unidades forenses”.

Coronavírus na Tailândia e no mundo

Segundo levantamento feito pela Universidade Johns Hopkins, até o momento, a Tailândia possui 2.643 casos, com 43 mortes. Os dados também apontam que, em todo mundo, mais de 1.9 milhões de pessoas já foram diagnosticadas com a doença, com 128.011 mortes e mais de 500 mil curados.