Desventuras » Personagem

Onde está enterrada a Marquesa de Santos?

Saiba onde estão os restos mortais de Domitila de Castro, a mais famosa amante de D. Pedro I

Redação Publicado em 27/11/2021, às 08h00

A Marquesa com cerca de 29 anos de idade
A Marquesa com cerca de 29 anos de idade - Domínio público / Francisco Pedro do Amaral

Domitila de Castro Canto e Melo, amante do imperador D. Pedro I, foi uma das mulheres mais conhecidas da história do Brasil e também uma das figuras mais controversas. Nascida em São Paulo, no ano de 1797, ela recebeu do imperador o título de Marquesa de Santos.

Os dois se conheceram em agosto de 1822, quando Pedro ainda era príncipe regente do Brasil. À época, ele já era casado com a arquiduquesa austríaca Leopoldina de Habsburgo, o que não foi um impedimento para que iniciasse um relacionamento extra-conjugal com a paulista.

Domitila e o imperador permaneceram juntos por anos, até que este decidiu expulsá-la da corte, em 1829, uma vez que pretendia se casar com sua segunda esposa, Amélia de Leuchtenberg.

Domitila na década de 1820 / Crédito: Domício público / José Rosael / Hélio Nobre / Museu Paulista da USP

 

Domitila estava grávida da quinta e última criança que teve com Pedro, Maria Isabel, mas se viu obrigada a voltar para São Paulo, onde se casaria, anos depois, com o político Rafael Tobias de Aguiar

Morte e fortuna

A Marquesa de Santos faleceu em seu solar, hoje um famoso ponto turístico em São Paulo, no dia 3 de novembro de 1867, faltando menos de dois meses para completar setenta anos.

De acordo com informações do portal Museu da Cidade, ela foi vítima de enterocolite aguda, uma inflamação no trato digestivo.

À esquerda, fotografia da Marquesa em 1865. À direita, seu túmulo / Crédito: Dominio público e Wikimedia Commons / Freucax68

 

Em seu testamento, deixou parte do dinheiro que tinha para a compra das alfaias litúrgicas da capela do cemitério municipal e também para esmolas para a “pobreza envergonhada”.

O túmulo do Marquesa

Domitila foi sepultada no Cemitério da Consolação, em São Paulo, onde permanecem seus restos mortais até os dias hoje. Estranhamente, porém, a mulher é vista como santa para algumas pessoas, que visitam seu túmulo em busca de milagres. 

Domitila de Castro já idosa / Crédito: Wikimedia Commons / Miguel Navarro Caizares

 

Segundo afirmou o escritor e pesquisador Paulo Rezzutti, repercutido pela Folha em 2019, "tem gente que agradece por operação bem-sucedida e tem mulheres envolvidas com homens casados pedindo ajuda para a marquesa para ficarem definitivamente com o amante".

Autor do livro "Titília e Demonão - cartas inéditas de Dom Pedro I à Marquesa de Santos", Rezzutti, declara, entretanto, não ter identificado qual seria a origem da devoção, em razão da ausência de documentação sobre o tema.


+Saiba mais sobre a Marquesa de Santos por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

1. 1813 - 1829: A Marquesa De Santos, de Paulo Setubal (2009) - https://amzn.to/33GVKgJ

2. Domitila: A verdadeira história da marquesa de Santos, de Paulo Rezzutti (2017) - https://amzn.to/37DW2Gm

3. Titília e o Demonão: A história não contada, de Paulo Rezzutti (2019) - https://amzn.to/33JnaCm

4. A carne e o sangue, de Mary del Priore (2012) - https://amzn.to/33GAqHQ

5. Amores proibidos na história do Brasil, de Maurício Oliveira (2012) - https://amzn.to/3g5bMFU

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W