Notícias » Arqueologia

Catacumbas, múmias, máscaras funerárias e esculturas são descobertas em Alexandria, no Egito

Os antigos egípcios foram mumificados e enterrados com inúmeros artefatos de ouro, além de estarem vestindo peças que representavam divindades

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 31/01/2021, às 08h00

Esculturas encontradas em Alexandria
Esculturas encontradas em Alexandria - Divulgação - Ahram Online

No sítio arqueológico Taposiris Magna, em Alexandria, Egito, um time de arqueólogos da Universidade de Santo Domingo encontrou inúmeros artefatos em 16 catacumbas. Elas estavam dentro de uma necrópole que havia sido descoberta em outro projeto de investigação no local.

Nas sepulturas, foram identificadas múmias com decorações peculiares. Alguns dos corpos mumificados apresentavam um invólucro de cartonagem com a representação do Deus Osíris. Eles também estavam cobertos com traços de ouro. 

Crédito: Divulgação - Ahram Online

 

Em especial, uma das múmias usava uma coroa de atef, que é uma representação de Osíris, com chifres dourados. Ela também apresentava o retrato de uma cobra na testa, carregava um colar Usekh, geralmente usado pela elite do Egito Antigo, e usava um peitoral dourado. 

Os pesquisadores também descobriram oito esculturas feitas de mármore que apresentavam inúmeros detalhes esculpidos, apresentando retratos de pessoas. Segundo os especialistas, os artefatos tinham como objetivo representar as características faciais dos indivíduos, datando do período greco-romano.

Crédito: Divulgação - Ahram Online

 

Uma máscara funerária ainda foi encontrada. Ela retratava uma mulher que tinha oito peças de ouro espalhadas pela cabeça, rosto, pescoço e peito.