Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Guerra da Ucrânia

Mulher trocada por refugiada ucraniana se manifesta: 'Ninguém realmente sabe a verdade'

Britânica que viu seu casamento chegar ao fim após receber refugiada ucraniana diz querer 'paz'

Redação Publicado em 24/07/2022, às 13h29

O casal envolvido na polêmica - Arquivo Pessoal
O casal envolvido na polêmica - Arquivo Pessoal

Em 2022, a britânica Lorna Garnett viu se nome parar nos noticiários internacionais. Ela, que tem 28 anos, teve seu nome atrelado a um dos episódios que compreendem a Guerra da Ucrânia, todavia, não o conflito em si. Isso porque ela e seu ex-marido, Tony Garnett, receberam uma refugiada ucraniana, todavia, isso também representou o fim do casamento. 

A refugiada em questão é Sofiia Karkadym, que tem 22 anos. Ao encontrar abrigo na casa da dupla, a estadia durou somente 10 dias, conforme repercutido pelo portal de notícias UOL. Isso porque Tony encerrou o casamento com a ex-mulher ao se envolver com Sofiia

Lorna chegou a pedir uma ordem de restrição contra o ex-parceiro na última semana. Isso porque, segundo ela, ele passou a enviar 'mensagens abusivas'. O pedido foi aceito na última semana. Agora, ela decidiu quebrar o silêncio após ter seu nome envolvido no caso que circulou através do globo.

Em entrevista ao The Sun, Garnett diz que se sente humilhada e que 'ninguém realmente sabe a verdade sobre o episódio. 

"Nunca imaginei que isso pudesse acontecer comigo. Eu costumava ser bastante extrovertida e borbulhante, mas agora não gosto de sair de casa. Tony parece amar atenção, mas não consigo suportar. Eu me sinto humilhada por tudo isso. Ninguém realmente sabe a verdade. Depois de oito anos juntos, pensei que o conhecia, mas não o conhecia. Tudo que eu quero agora é paz para reconstruir minha vida com nossas duas meninas", desabafou ela ao veículo britânico.

Ela explica que, apesar da ordem de restrição, não vai impedir o pai de ver as crianças, frutos do casamento. 

"Eu nunca vou impedi-lo de ver seus filhos, eu quero o melhor para eles. Mas eu me recuso a deixá-los serem arrastados para um espetáculo circense", afirma ela.

A história

O drama que envolve a britânica começou quando o marido ofereceu abrigo a Sofiia, que fugia do conflito iniciado em fevereiro. Ela encontrou o abrigo na residência do casal, localizada em Bradford, West Yorkshire. Ao atravessar a fronteira para a Polônia e, em seguida, para a Alemanha, esperou a confirmação que seu visto fora aprovado. 

Recebida por Tony, a jovem passou a viver com Lorna e as duas filhas do casal. Todavia, começaram as desconfianças do caso entre o homem e a refugiada. Após uma discussão, Sofiia deixou a residência, todavia, Tony decidiu acompanhá-la. 

Na versão do ex-marido, ele explica que o casamento já havia chegado ao fim antes do drama tomar as manchetes internacionais. Ele pediu desculpas pela dor causada na ex-companheira e os filhos, no entanto, enfatizou que pensa em viver o resto da vida com Sofiia. 

Atualmente, a refugiada sofre com as consequências de uma infecção no olho e está parcialmente cega. Ela passou por uma cirurgia com o objetivo de restaurar a visão, e se encontra em recuperação.

A versão de Sofiia

Nas redes sociais, Sofiia já chegou a se manifestar sobre o caso, após ser apontada como 'destruidora de lares', ela enfatizou que não 'roubou' a família de ninguém. 

"A primeira coisa que quero dizer é que não roubei ninguém da família. Foi uma decisão pensada e consciente de um homem de 29 anos que tem o direito de se apaixonar, de ser feliz e de escolher com quem ele quer estar”, escreveu ela.

Leia o relato completo!