Notícias » Hard News

Terceira dose da vacina Pfizer neutraliza ômicron, diz empresa

Segundo BioNTech e Pfizer, mais uma dose da vacina aumenta o número de anticorpos neutralizantes no corpo

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 08/12/2021, às 15h35

Frascos contendo o imunizante Pfizer para a Covid-19
Frascos contendo o imunizante Pfizer para a Covid-19 - Pixabay / x3

A variante ômicron e a falta de dados sobre a eficácia das vacinas contra coronavírus em relação a nova variante tem sido motivo de extrema preocupação para a comunidade internacional, inclusive com algumas empresas fabricantes afirmando que a mutação do vírus pode ser um perigo até aos vacinados.

No entanto, segundo a Pfizer e a BioNTech, responsáveis pelas vacinas da Pfizer, seu imunizante não precisa ser alterado para enfrentar a nova variante, os imunizados com duas doses só precisam tomar mais uma injeção da vacina e a ômicron estará neutralizada nestes indivíduos.

De acordo com um comunicado oficial de Albert Bourla, chefe da Pfizer, divulgado nesta quarta-feira, 8, vários testes foram feitos e foi descoberto que os anticorpos neutralizantes aumentam por um fator de 25 com a nova dose, além de informarem que esta nova injeção do imunizante é a melhor maneira de controlar o coronavírus.

Garantir que o maior número possível de pessoas esteja totalmente vacinado com as duas primeiras doses e com outra de reforço continua sendo a melhor forma para prevenir a disseminação do Covid-19", escreveu.

Junto a tudo, as empresas BioNTech e Pfizer, juntas, anunciaram que, da mesma maneira que outras produtoras de vacinas, estarão trabalhando em uma nova versão do imunizante, mesmo sem provas que isto é necessário, para distribuição em março de 2022. As informações são da cobertura da Folha de S. Paulo.