Moda com História » Personagem

A curiosa última peça feita por Cristóbal Balenciaga

Em 1972, um vestido feito por Balenciaga se tornaria o último trabalho do estilista

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 31/10/2021, às 09h00

Animação ‘Balenciaga: Das cores fortes de Goya aos Simpsons'
Animação ‘Balenciaga: Das cores fortes de Goya aos Simpsons' - Openthedoor Estúdio de Animação (todos os direitos reservados)

1968 foi quando Cristóbal Balenciaga tomou a decisão final de se aposentar e sair da posição de chefia de sua casa de costura, a homônima Balenciaga. Com sua saída, o ateliê da marca foi fechado e foram finalizadas as produções de alta costura, ou haute couture, da Balenciaga — até 2021, 53 anos depois.

Apenas quatro anos depois, o estilista lendário Cristóbal Balenciaga veio a falecer de um ataque cardíaco aos 77 anos de idade. O designer havia se mudado de volta à sua pátria natal, a Espanha, à qual ele creditou muitas de suas inspirações para a moda.

Entre 1968, sua aposentadoria, e 1972, sua morte, o estilista não trabalhou em quase nenhuma peça nova, ou em qualquer coisa relacionada à sua carreira de moda. 

Só um evento fez Cristóbal Balenciaga sair de sua aposentadoria e, consequentemente, criar a última peça de alta costura da Balenciaga antes de seu falecimento. 

Vestido de casamento

Criações de Balenciaga na animação ‘Balenciaga: Das cores fortes de Goya aos Simpsons' - Openthedoor Estúdio de Animação (todos os direitos reservados)

 

Em oito de março de 1972, María del Carmen Martínez-Bordiú y Franco, neta do espanhol General Francisco Franco, se casou com o príncipe da Espanha e duque de Anjou e Cádiz, Alfonso Jaime Marcelino Manuel Víctor María de Borbón y Dampierre

Seu vestido de noiva, no entanto, foi o motivo de grande atenção na época — era a criação de Balenciaga que o mundo presenciava em anos. A peça simbolizava um diferencial na época, quando o estilo prêt-à-porter (ou pronto para vestir) estava cada vez mais popular. 

Desenvolvido especialmente para a filha de Franco, o vestido de casamento era feito de cetim branco, modelado a partir de vestidos de princesas, com seu efeito cromático dando lugar para uma atmosfera fantasiosa na criação de Balenciaga. As informações são da entrevista “Conversando con Carmen Martínez-Bordiú sobre Cristóbal Balenciaga”.

Junto ao tecido, o designer colocou pérolas em três linhas paralelas pelo torso do vestido, intensificando a aura de realeza e fantasia no último design completamente de Cristóbal Balenciaga.

No cabelo de Carmen Martínez-Bordiú, o estilista colocou uma tiara feita de ouro e incrustada de esmeraldas, com um longo véu branco.

A nobre conversou na época com a imprensa, revelando que o artista aposentado faria o seu vestido de casamento, cerimônia que foi apelidada de evento do ano na mídia da Espanha. Martínez-Bordiú compartilhou opiniões sobre o trabalho de Balenciaga e o que a fez decidir por convidá-lo para desenhar uma peça tão importante.

Não conheço Balenciaga pessoalmente, mas, agora, ele está olhando fotos minhas. Como o considero um gênio da costura, suponho que ele vai me fazer um vestido que combine com a minha personalidade e que fique bonito também”, comentou em 1972.

O formato do vestido escolhido por Carmen Martínez-Bordiú e sua mãe, Carmen Franco y Polo, seguia o modelo clássico de Balenciaga. Sem uma cintura demarcada, com a gola afastada do pescoço e usando de linhas fluidas para completar a peça, o estilista ressignificou seu estilo, colocando-o em uma figura moderna antes de seu falecimento.

Mandamentos de Balenciaga

Antes de 1968, quando Cristóbal Balenciaga fechou seu atelier e se aposentou do mundo da moda, o designer era extremamente famoso por seu estilo único que flertava com o clássico, tudo enquanto mantendo-se moderno.

O designer, que era inegavelmente um artista, fez suas peças pensando em como elas ficariam nos corpos de qualquer pessoa, tornando-as definidas pelo corpo que a veste. 

Seja o vestido-balão, os vestidos-camisas ou o vestido-túnica, suas construções eram estruturais e quase esculturais — diferenciando Balenciaga de qualquer outro estilista.

Pensando na saga talentosa do artista, o site Aventuras na História, em parceria com a Openthedoor e a especialista em História da Moda, Laura Wie, criaram a animação 'Balenciaga: das cores de Goya aos Simpsons'. 

Abaixo, você confere o vídeo exclusivo!