Matérias » Brasil

Reprisada no Viva, Salvador da Pátria tem 24 atores que já faleceram

A novela de autoria de Lauro César Muniz foi ao ar pela primeira vez no ano de 1989

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 20/04/2021, às 14h56

Os atores Lutero Luiz, José Wilker e Fávio Migliaccio são alguns dos artistas já falecidos
Os atores Lutero Luiz, José Wilker e Fávio Migliaccio são alguns dos artistas já falecidos - Divulgação/TV Globo

A novela O Salvador da Pátria, enorme sucesso da Globo, está sendo reprisada no canal Viva desde o dia 12 deste mês. Além da qualidade inegável da produção, algo que chama atenção é que metade do elenco da produção é composta por atores que não estão mais vivos.

A novela de Lauro César Muniz, que foi originalmente transmitida no ano de 1989, contava com grandes nomes da teledramaturgia, 24 deles já falecidos.

Artistas que se foram

Conforme levantado pelo Notícias da TV, 42% dos atores da novela já morreram. Entre os principais nomes estão os grandes queridos do público, como José Wilker, Cecil Thiré, Eduardo Galvão e Flávio Migliaccio.

José Wilker, que faleceu em 2014, aos 69 anos de idade, em razão de um infarto fulminante, era um dos protagonistas e fazia o papel do piloto João Matos, que, após ser acusado injustamente pelo irmão de ter envolvimento com o tráfico de drogas, muda de identidade com o objetivo de fugir da polícia.

O ator José Wilker - Crédito: Divulgação/TV Globo

 

Cecil Thiré, que nos deixou em 2020, vítima da doença de Parkinson, contra a qual lutou durante anos,  interpretava Mauro, médico que era apaixonado por Marina (Betty Faria). 

Flávio Migliaccio foi outro grande nome da teledramaturgia, do teatro e do cinema, que marcou presença na obra de Lauro César Muniz. Em O Salvador da Pátria, o ator interpretou Nilo Assunção, o presidente do Sindicato Rural da cidade de Tangará, local no qual se desenvolve a trama.

Infelizmente, Migliaccio cometeu suicídio no ano de 2020 e foi encontrado morto em seu sítio, no interior do Rio de Janeiro.

O ator Flávio Migliaccio - Crédito: Divulgação/TV Globo

 

Em dezembro do mesmo ano, o ator Eduardo Galvão faleceu aos 58 anos, vítima de Covid-19. Ele interpretava o jornalista Régis na produção de 1989, seu primeiro trabalho em uma novela. 

Outro artista muito respeitado no meio artístico era Mário Lago, que interpretou Joaquim, também conhecido como Quinzote, em O Salvador da Pátria. Nascido em 1911, Lago viveu uma longa vida repleta de importantes contribuições para a televisão, para o teatro e também para os cinemas brasileiros. Ele morreu em 2002, aos 90 anos em razão de um enfisema pulmonar.

Sinopse

De acordo com informações da Rede Globo, O Salvador da Pátria se passa em duas cidades vizinhas, as fictícias Ouro Verde e Tangará. A primeira é muito rica, muito diferente da segunda, que é bem mais modesta.

Eduardo Galvão foi vítima da Covid-19 - Crédito: Divulgação/TV Globo 

 

Tudo tem início quando o personagem interpretado por Francisco Cuoco, o deputado federal e dono de uma fábrica de sucos Severo Toledo Blanco decide arranjar meios desviar as atenções da população sobre seu relacionamento extraconjugal com uma jovem chamada Marlene (Tássia Camargo). A solução encontrada foi realizar o casamento da mulher com o bóia-fria SassáMutema (Lima Duarte).

Casada com Severo, Gilda (Susana Vieira) tenta de todas as formas manter seu casamento, mesmo sabendo que a relação não possui futuro. O radialista Juca Pirama (Luis Gustavo) logo fica sabendo da história e passa a explorá-la.

Com o tempo, Juca e Marlene são assassinados, de modo de a culpa cai sobre Sassá. Ele consegue provar sua inocência e se torna um influente político.


+Saiba mais sobre a história da TV brasileira em grandes obras disponíveis na Amazon

Biografia da televisão brasileira, Flávio Ricco, 2017 - https://amzn.to/2UytpVZ

101 atrações de TV que sintonizaram o Brasil, Patrícia Kogut, Ebook - https://amzn.to/38a79FJ

História da televisão no Brasil: Do Início aos Dias de Hoje, Ana Paula Goulart Reibeiro, 2010 - https://amzn.to/2UBbYUz

A televisão levada a sério, Arlindo Machado, Ebook - https://amzn.to/3744s7z

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W