Curiosidades » Arqueologia

As mais incríveis descobertas da semana

Esqueletos de piratas em naufrágio do século 18, análise de múmia de faraó assassinado há 3.600 anos, sarcófagos de pedra de 1.800 anos, a cervejaria mais antiga do mundo, raro tesouro viking de mil anos e muito mais!

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 21/02/2021, às 08h00

A múmia do faraó egípcio Seqenenre Tao II
A múmia do faraó egípcio Seqenenre Tao II - Divulgação/Facebook/Ministério de Antiguidades do Egito

1. Esqueletos de piratas em naufrágio do século 18

Esqueleto descoberto no naufrágio / Crédito: Divulgação - CBS Boston

 

Em 1717, o navio pirata Whydah afundou em Cabo Cod, nos Estados Unidos devido à uma tempestade. Ele era comandado por Samuel Bellamy, um notável capitão. Agora, pesquisadores descobriram seis esqueletos de piratas e pretendem analisá-los para entender mais sobre a tripulação da notável embarcação pirata.

Confira a notícia completa aqui.


2. Tomografia em múmia de faraó de 3.600 anos

Crédito: Divulgação/Facebook/Ministério de Antiguidades do Egito

 

Uma análise aprofundada realizada na múmia do faraó egípcio Seqenenre Tao II, "O Bravo" revelou que ele provavelmente foi morto durante uma “cerimônia de execução”, depois de ter sido feito prisioneiro no campo de batalha em que estava. A hipótese foi desenvolvida pelo egiptólogo Zahi Hawass e o professor de radiologia da Universidade do Cairo, Sahar Salim, que avaliam os ferimentos do esqueleto de 3.600 anos.

Confira a notícia completa aqui.


3. Dois sarcófagos de pedra de 1.800 anos em Israel

Detalhes de um dos sarcófagos encontrados / Crédito: Divulgação/ Autoridade de Antiguidades de Israe

 

Uma obra feita em um estacionamento de um parque localizado em Tel Aviv, em Israel, revelou dois sarcófagos de pedra de 1.800 anos. Os arqueólogos acreditam que os artefatos datam do período romano e pertenceram a pessoas de elevado status social. Os detalhes dos sarcófagos também são impressionantes: existe uma representação de proteção ao morto em sua vida após a morte.

Confira a notícia completa aqui.


4. Verdadeira datação de esqueleto de cavalo descoberto em 2018

Crédito: Divulgação/Bridger Hill

 

Pesquisadores encontraram, em 2018, o esqueleto de um cavalo selvagem em Lehi, no estado de Utah, nos EUA e, na época, acreditavam que ele remontava à Era do Gelo, ou seja, ele teria ao menos 16 mil anos. No entanto, uma pesquisa revelou que ele é muito mais recente, não passando dos 340 anos. Isso aconteceu porque os ossos foram enterrados em uma cova que foi datada como mais antiga.

Confira a notícia completa aqui.


5. Cemitério com 30 túmulos de afro-americanos nos EUA

Crédito: Divulgação/Cidade de Clearwater

 

Nos últimos anos, especialistas vêm descobrindo inúmeros cemitérios ‘esquecidos’ de pessoas afro-americanas. Recentemente, eles identificaram mais um, localizado na cidade de Clearwater. Foram encontrados ao menos 29 novos enterros de pessoas negras que datam das décadas de 1940 e 1950.

Confira a notícia completa aqui.


6. Dente de criança neandertal indica presença do hominídeo na África há 40 mil anos

Crédito: Divulgação/Instituto Max Planck

 

A partir da análise de um dente encontrado na caverna Shuqba, a noroeste de Jerusalém, apenas 400 km de distância do Cairo, no Egito, pesquisadores identificaram que ele pertencia a uma criança neandertal. Essa descoberta é a primeira evidência da presença de neandertais em uma região próxima da África, o que pode indicar que os hominídeos viveram no continente no passado.

Confira a notícia completa aqui.


7. Cervejaria mais antiga do mundo no Egito

Imagem de um dos pontos de produção da cervejaria. Crédito: Divulgação/Youtube

 

Na cidade de Abidos, a 250 quilômetros ao sul do Cairo, arqueólogos descobriram o que acreditam ser a cervejaria mais antiga do mundo, que teria funcionado há 5 mil anos, durante o reinado do faraó Narmer. De acordo com os cientistas, em seu auge, a fábrica produzia 22,4 mil litros de bebida que seriam destinados apenas para ritos funerários dos reis. 

Confira a notícia completa aqui.


8. Stonehenge estava no País da Gales antes do Reino Unido

Fotografia de um dos buracos no solo onde teria estado uma pedra do Stonehenge / Divulgação/Mike Parker Pearson

 

Vestígios de um círculo de pedra mais antigo que o Stonehenge foram encontrados em Pembrokeshire, no País da Gales. De acordo com um novo estudo da Universidade de Cambridge, isso pode indicar que o famoso monumento foi construído originalmente no país e depois levado para o Reino Unido, onde está até os dias de hoje. 

Confira a notícia completa aqui.


9. Técnica da Idade da Pedra era usada também por Neandertais

Crédito: Divulgação/Museu Penn

 

Uma descoberta impressionante foi feita por cientistas esta semana: uma tecnologia, que anteriormente era associada apenas ao Homo Sapiens, já era usada pelos Neandertais. A prática consistia em esculpir ferramentas de pedra de uma maneira muito específica, que levou o nome de Levallois na comunidade científica. 

Confira a notícia completa aqui.


10. Raro tesouro viking de mil anos na Ilha de Man

Bracelete de ouro da era viking / Crédito: Divulgação/Manx National Heritage

 

Uma policial aposentada foi responsável por encontrar um raro tesouro viking na Ilha de Man, que fica entre a Inglaterra e a Irlanda. A descoberta conta com inúmeros itens e um bracelete de ouro, um broche de prata e uma argola se destacaram entre a coleção que remonta ao ano 950. 

Confira a notícia completa aqui.