Coronavírus » Brasil

Após perder os pais para a Covid-19, padre morre por complicações da doença

“Espero não ter o mesmo destino do meu pai", escreveu Marinaldo Batista, em suas redes sociais, há quase um mês, quando esperava por um leito

Fabio Previdelli Publicado em 06/04/2021, às 15h25

O Padre Marinaldo Batista e seus pais Valdir Marques Batista e Izabel Tricossi Batista
O Padre Marinaldo Batista e seus pais Valdir Marques Batista e Izabel Tricossi Batista - Divulgação/ Arquivo Pessoal

Na cidade de Mariluz, que fica a 552 quilômetros de Curitiba, a morte de uma família por complicações da Covid-19 vem comovendo a todos. Por lá, um padre de 53 anos faleceu menos de um mês depois de perder seus pais. As informações foram repercutidas pelo portal UOL. 

Marinaldo Batista ministrava uma igreja católica nos Estados Unidos, porém, estava de férias no Brasil desde janeiro deste ano — não conseguindo retornar por conta das restrições impostas pelo agravamento da pandemia.  

Batista havia voltado ao Brasil para celebrar os 25 anos de seu sacerdócio, entretanto, acabou se infectando com a Covid-19 e, posteriormente, foi internado no dia 9 de março — onde ficou na UTI do Hospital Santa Casa de Campo Mourão. Ele morreu na última quinta-feira, 1º de abril.

Segundo informou a Diocese de Campo Mourão, no Paraná, Marinaldo morreu pouco depois de perder seus pais: Valdir Marques Batista, que faleceu no dia 5 de março; e Izabel Tricossi Batista, no dia 23 do mesmo mês. Além deles, seu irmão também se infectou, mas conseguiu se recuperar.  

"Padre Marinaldo Batista superou toda dor e sofrimento e foi acolhido pelos anjos na casa definitiva. Que Deus o acolha na alegria do Reino. Que Deus recompense imensamente a vida e o ministério doado em favor do Reino de Deus. Que a vida e a missão do Padre Marinaldo entre nós seja semente de novas e santas vocações", escreveu a Paróquia Santo Antônio nas redes sociais. 

No dia em que foi internado, Marinaldo fez uma postagem em seu Facebook onde dizia ter medo de ter o mesmo destino que seu pai. "Estou internado na UPA [Unidade de Pronto Atendimento] em Mariluz esperando vaga em enfermaria desde ontem. Espero não ter o mesmo destino do meu pai". O post foi feito às 5h54 da manhã do dia 9 de março, quando ele ainda aguardava por um leito para tratar a doença. 

Sobre a Covid-19

De acordo com as últimas informações divulgadas pelos órgãos de saúde, atualmente, o Brasil registra 13.023.189 de pessoas infectadas, e as mortes em decorrência da doença já chegam em 333 mil no país.  

Em 1º de dezembro de 2019, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro deste ano.  

De lá pra cá, a doença já infectou 132 milhões milhões de pessoas ao redor do mundo, totalizando mais de 2,86 milhões de mortes, sendo mais de 333 mil delas apenas no Brasil, que está no segundo lugar entre os países onde mais pessoas morreram por complicações da Covid-19.